International Paper recruta estagiários e trainees

Os selecionados atuarão nas dez unidades da empresa nos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás e Amazonas

Douglas Terenciano
Publicado em 28/09/2016, às 15h26

A International Paper, fabricante de papéis e embalagens, abre inscrições para o “IP Next Generation”, programa de trainee e estágio que visa atrair e desenvolver potenciais talentos. São 50 oportunidades de estágio e 15 de trainee para atuar nas dez unidades da empresa nos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Goiás e Amazonas.

Programa de Estágio

Para participar do programa de estágio, a International Paper está buscando estudantes de cursos superiores e técnicos que tenham o perfil cultural da companhia, ou seja, que tenham energia, dinamismo e interesse em se desenvolver. Os candidatos devem ter previsão de conclusão de curso entre dezembro de 2017 e dezembro de 2018.

Programa de Trainee

O programa seleciona jovens comprometidos com seu desenvolvimento profissional, que tenham aderência cultural com a IP, alto nível de maturidade, mobilidade ilimitada, graduados entre dezembro de 2014 a dezembro de 2016 e com inglês avançado.

Cadastre seu currículo por 7 dias gratuitos para concorrer a vagas de emprego

Este ano, a empresa disponibiliza dois modelos de programas de trainees: o Programa Corporativo e o Programa Expert. Ambos têm o objetivo de identificar e capacitar potenciais por meio de um desenvolvimento acelerado para que possam no futuro assumir posições de liderança na International Paper. A principal diferença está no foco dos programas: enquanto o Corporativo tem um foco generalista e proporciona um aprendizado macro das diretorias onde o trainee irá atuar, o Trainee Expert tem foco nas áreas Industriais, para que o recém-formado obtenha conhecimentos técnicos mais aprofundados da área onde irá trabalhar no final do programa.

Inscrições

Os interessados devem efetuar a inscrição no site www.ipnextgeneration.com.br até o dia 31 de outubro.

Evite erros no português

Muitos candidatos perdem boas oportunidades de inserção no mercado por conta do uso inadequado da língua portuguesa. Com as empresas adotando ferramentas como testes ortográficos e redações para funcionar como filtros, o número de trabalhadores e estudantes que não passam sequer na primeira etapa é cada vez maior.

A facilidade da tecnologia contribui para o problema, explica Erick Sperduti, coordenador de recrutamento e seleção do Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube). “Com o fácil acesso à tecnologia e condições de correções automáticas de texto, pesquisar informações resumidas sem a necessidade de fazer uma busca integral sobre determinado assunto, dificultam o enriquecimento do vocabulário e a organização linguística”, diz.

Outro motivo que acaba influenciando na vida profissional dos candidatos é o costume de abreviar o português nas redes sociais. Ou seja, nem todos conseguem se adequar às mudanças exigidas quando o ambiente sai do universo dos perfis virtuais. “Alguns se condicionam muito com esse tipo de 'escrita encurtada' e acabam por cometer erros, tanto na elaboração de algum texto, quanto no envio de um simples e-mail profissional”, comenta Erick.

Se por um lado a tecnologia pode deixar as pessoas mal acostumadas, por outro, possibilita novas opções aos leitores, mesmo que de maneira virtual. Sperduti afirma que “a Era Digital também possui seus benefícios e permite o fácil acesso às obras e clássicos da literatura, inclusive por meio de smartphones. O grande problema está na mentalidade do brasileiro em não praticar o hábito da leitura”.

Quer ser efetivado?

Já conquistou a tão sonhada oportunidade de estágio e quer crescer na empresa? O Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube) orienta em cinco fatores para você elevar as chances de ser efetivado.

O primeiro passo é ser proativo, ou seja, mostrar interesse e iniciativa sempre, além de se familiarizar com as necessidades da área e estar apto a ajudar nas demandas apresentadas.

Aceitar feedback (retorno) é outro fator. Esteja aberto e atento. O estagiário é um profissional em franca formação. A terceira dica é cumprir todos os compromissos assumidos, aspecto 100% ligado com a responsabilidade. Neste caso, nos referimos a prazos e materiais a ser produzidos, como relatórios ou qualquer outra atividade.

O quarto fator é dedicar-se a fazer novos contatos (networking), afinal nunca sabemos quando vamos precisar das pessoas no campo profissional. Por isso, conquistar parcerias é mais um item. Lembre-se de contribuir com todos a sua volta, sem levar em conta o nível hierárquico. Dessa forma, quando precisar, terá aliados no seu entorno.

Por último, e não menos importante, é necessário usar o poder da simpatia e felicidade, pois os entusiastas, independentemente do desafio, sempre encontram uma maneira de solucioná-lo.

Comentários

Mais Lidas