MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Polo industrial no Ceará promete gerar 2 mil vagas de empregos diretos

O Polo Industrial é o resultado da parceria entre a Prefeitura de Maranguape e o Sistema Fiec, com o apoio do Governo do Ceará

Projeto do Polo Industrial de Maranguape
Projeto do Polo Industrial de Maranguape - Divulgação
Victoria Batalha

Victoria Batalha

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 13/03/2023, às 08h56 - Atualizado às 09h12

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Foi anunciado no último sábado, 11 de março, pelo governador do Ceará, Elmano de Freitas (PT), o lançamento do Maranguape Industrial Park, o polo industrial cearense que será localizado na região de Tangueira, com 47 hectares cedidos pelo município.

É espero que o polo industrial gere dois mil empregos diretos quando estiver operando, com um total de 35 lotos industriais previstos. O projeto é o resultado de uma parceria entre a Prefeitura de Maranguape e o Sistema Fiec, recebendo o apoio do Governo do Ceará. O projeto usa como base o Polo Industrial Químico de Guaiúba, na Região Metropolitana de Fortaleza e inaugurado em 2018.

O Polo Industrial de Maranguape vai receber um apoio de R$ 5 milhões do governo cearense e já possui três protocolos de intenção assinados com empresas que possuem interesse em funcionar no complexo industrial. As obras vão iniciar no segundo semestre de 2023. 

2 mil empregos diretos

Segundo o governador Elmano de Freitas, o polo industrio vai gerar dois mil empregos diretos, isso sem contar com as obras que também vão gerar oportunidades para quem possuir interesse. 

As empresas interessadas com a instalação do complexo industrial são o Grupo Alyne Cosméticos, Lavezzi, BIZ, Pinho Pack, Biodis e a Duna Papéis. 

Foi anunciado recentemente a retomada do Polo Industrial de Camaçari, na Bahia, pelo governador Jerônimo Rodrigues (PT). O complexo industrial baiano estava desativado desde 2021, com a saída da montadora Ford e vai retornar sob a direção da maior montadora chinesa BYD. O anúncio oficial será feito em abril deste ano. 

É esperado a criação de 1.200 empregos diretos apenas no período de implantação. A meta inicial da montadora é produzir 30 mil veículos por ano, com modelos SUV, picapes e de porte médio, com versões elétricas e híbridas. Após um período, a BYD pretende aumentar a produção para 150 mil veículos por ano.  

Siga o JC Concursos no Google News

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.