Programa capacita e emprega PNEs em tecnologia

O curso oferece qualificação profissional a portadores de necessidades especiais física, auditiva e/ou visual e os destina para oportunidades de trabalho desde o primeiro dia das aulas.

Redação
Publicado em 17/05/2011, às 14h19

Portadores de necessidades especiais física, auditiva e/ou visual que sejam maiores de 18 anos, tenham ensino médio completo, possuam laudo médico que comprove a deficiência, de acordo com o Decreto 5.296/04, e queiram trabalhar em TI já podem se inscrever no Programa Piloto SEPROSP Eficiente, coordenado pelo Sindicato das Empresas de Processamento de Dados e Serviços de Informática do Estado de São Paulo (SEPROSP), a Uni Sant’Anna e a Fundação Leonídio Allegretti.

Com a proposta de capacitar e incluir os PNEs no mercado de trabalho, a iniciativa oferece aos participantes emprego em empresas afiliadas ao SEPROSP desde o primeiro dia de curso e, em paralelo, aulas de conduta profissional, conhecimentos gerais, informática, matemática e português, ministradas por professores universitários qualificados em educação inclusiva.

Além disso, o projeto tem a função de minimizar as dificuldades das empresas em encontrar portadores de necessidades especiais qualificados para cumprir a Lei de Cotas, que obriga as companhias com mais de 100 colaboradores a terem de 2% a 5% do quadro de pessoal reservado a profissionais com alguma deficiência.

Para cumprir estes objetivos, o programa conta com a direção de Flávia Cintra, coordenadora do Núcleo de Desenvolvimento Inclusivo da Uni Sant’Anna/Fundação Leonídio Alegretti, e uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, psicopedagogos, intérpretes de LIBRAS, ledores e auxiliares de inclusão, entre outros.

Inscrição - Quem quiser compor a primeira turma do Programa Piloto SEPROSP Eficiente deve enviar nome completo, número do RG e telefone para o e-mail inclusao@santanna.br e/ou ligar para o telefone (11) 2175-8000 (ramal 8086).

O treinamento tem duração de quatro meses, ou 300 horas, e paga salário inicial de R$ 600,00 para 100 horas mensais de trabalho. O inicio está previsto para maio.

Serviço - O curso será realizado no campus Santana do Centro Universitário Sant’Anna (rua Voluntários da Pátria, 257). O prédio possui rampas de acesso, elevadores com sinalização em Braille, toaletes adaptados para cadeirantes e computadores com sintetizador de voz.

Pâmela Lee Hamer

Veja também:

No Brasil: Site prorroga inscrições para 2.008 vagas de gestor

Gratuito/SP: LBV forma turmas para curso de informática

Oito carreiras: Rede Pello Menos abre 42 vagas no Rio de Janeiro

Comentários

Mais Lidas