Trabalhar em casa exige disciplina!

Não se esqueça: disciplina e organização são palavras-chave.

Redação
Publicado em 13/11/2008, às 15h35

Ter autonomia para escolher o horário de início do trabalho - de manhã, à tarde, à noite ou de madrugada -, livrar-se dos imensos congestionamentos, que tiram o humor de qualquer pessoa, usar a roupa que achar mais confortável, decorar o ambiente com a sua cara e ser o seu próprio chefe. Quem nunca desejou pelo menos um desses privilégios?

Todos eles já fazem parte da rotina de profissionais que decidiram trabalhar em casa e montaram o escritório em sua própria residência, também conhecido como home office. Uma pesquisa realizada pela Market Analysis Brasil, instituto de pesquisas de mercado e opinião pública, em nove das principais capitais brasileiras, revela que 23,1% dos profissionais do setor privado optaram por realizar o trabalho fora da empresa. Desse percentual, metade prefere fazê-lo em seu próprio home office.

De acordo com o diretor geral da empresa, Fabián Echegaray, já são cerca de 10,6 milhões de pessoas. Ainda segundo ele, essa atividade é mais freqüente entre pessoas com idade entre 45 e 54 anos. No entanto, a maior aceitação e entusiasmo em trabalhar em casa ocorre entre os jovens, com idade entre 18 e 24 anos.

Motivos

Esta nova realidade do mercado está atrelada a fatores como a flexibilidade de horário, aumento da produtividade, insatisfação com a empresa e liberdade para exercer o trabalho.


Felipe Luvizotto começou como home officer há quatro meses. Os motivos que o levaram a trabalhar em sua própria casa foram insatisfação com a empresa e a sensação de desafio. “Eu percebi que trabalhando em casa gasto menos energia e produzo igual a quando estava na empresa. Aqui eu tenho liberdade para criar e a qualidade dos trabalhos é mais consistente”, diz Luvizotto. Já a publicitária Michela Alessandra de Paula conta que resolveu montar o escritório em sua residência porque dessa maneira iria reduzir bastante os custos. “Eu já tinha todo o maquinário para isso e, quando comecei, em 2004, percebi que trabalhar em meu apartamento compensaria mais do que abrir uma agência”.

Disciplina: sinônimo de sucesso

Pelo fato de não ter chefe e poder administrar os seus próprios horários, é preciso ter em mente que se deve ter disciplina. Isso mesmo! Sem ela a sua rotina pode virar uma tremenda bagunça, fazendo com que você se torne refém do trabalho e, conseqüentemente, tenha problemas de saúde como estresse, cansaço excessivo, entre outros. Também é importante estabelecer a seguinte norma: organização. Estas são palavras-chave para o sucesso de quem trabalha em sua residência.

De acordo com Augusto Campos, idealizador do blog efetividade.net, disciplina e instalações adequadas são essenciais para o bom desempenho. “O primeiro item pode ser o mais difícil, pois não haverá ninguém constantemente monitorando e cobrando horários, prazos e desempenho. Para quem é disciplinado, a ausência de controle é uma benção, mas para os desorganizados pode ser um obstáculo a mais”, explica Campos. E é justamente este o problema vivido por Felipe Luvizotto: “Sou indisciplinado e por isso preciso me policiar”, confessa ele.

Michela revela que no início foi difícil resistir às tentações como TV, praia, sofá e preguiça. “O maior desafio é com você mesmo. É preciso ter disciplina. Eu procuro manter uma rotina diária como se trabalhasse em uma empresa, com horário para chegar e sem horário previsto para terminar”, explica a publicitária.

“A pessoa disciplinada consegue separar o horário de trabalho do horário para lazer e convívio familiar, sabe a hora de parar e encerrar o expediente”, frisa Augusto Campos.

Quando se trabalha em casa, você é o seu próprio chefe, você faz os seus horários, você deixa o seu nome em evidência. Antes de embarcar nesta empreitada, tudo isto deve ser pensado! Por isso, é importante avaliar até que ponto vai a sua disciplina.

Michela é prova de que investir vale a pena: “O resultado de trabalhar em casa foi tão positivo que hoje não penso em largar”.

Dicas

Para quem pretende ter o seu home office, aí vão algumas dicas. E para quem já possui o seu, também vale dar uma conferida:

• No início, compre apenas o essencial, seja em equipamentos ou móveis. Ao longo do tempo, vá adquirindo o restante de acordo com o seu bolso;

• Invista em você. Não é porque você trabalha em casa que deve ficar parado e ver o tempo passar. Leia livros, revistas, jornais, faça cursos ou especializações e participe de seminários, palestras e congressos. Atualize-se;

• Dinheiro. Pense em como irá gastá-lo. Lembre-se que você não está em uma empresa. Aqui você é a empresa;

• Tempo para você. Como é você quem gerencia o seu tempo, é importante estabelecer horários para o trabalho, a família e o lazer;

• Networking. Mantenha sempre contato com a sua rede de relacionamentos, pois ela poderá ser grande divulgadora do seu trabalho;

• Seja um profissional dedicado, responsável, atualizado e preocupado em dar o melhor de si para os clientes. Afinal, é o seu nome que está em jogo; e

• Não se esqueça: disciplina e organização são palavras-chave.

Patricia Magalhães/SP

Comentários

Mais Lidas