MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Turismo de São Paulo gera mais de 5 mil novos empregos, segundo Caged

Dados do Caged também revelam que as oito atividades turísticas monitoradas tiveram saldo positivo em abril

Parque do Ibirapuera, em São Paulo
Parque do Ibirapuera, em São Paulo - Divulgação
Douglas Terenciano

Douglas Terenciano

douglas@jcconcursos.com.br

Publicado em 05/06/2023, às 14h14 - Atualizado às 14h43

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A Secretaria de Turismo e Viagens de São Paulo (Setur-SP) compartilhou na última sexta-feira, 1º de junho, os dados de empregos relacionados ao turismo apresentados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), ferramenta que monitora o processo de admissão e dispensa de trabalhadores regidos pela CLT em São Paulo. No total, foram 5.606 novos postos formais diretos criados em setores relacionados ao turismo.

Todas as oito atividades turísticas monitoradas tiveram saldos positivos em abril: hospedagem, alimentação, transporte, organização de eventos, atividades de lazer, locação de veículos, agências de viagens e operadoras. No acumulado de janeiro a abril foram 18.314 postos formais diretos no turismo. A previsão para 2023 é que o turismo de São Paulo gere 80 mil empregos ao longo do ano.

“Estamos melhorando a conectividade entre os destinos, com avanços em gastronomia, estruturas náutica e turismo rural e religioso”, afirmou o secretário de Turismo e Viagens de SP, Roberto de Lucena. “Os novos empregos são resultado da força econômica da atividade turística no nosso estado”, afirmou.

O desempenho do turismo paulista este ano será o maior dos últimos cinco anos. A estimativa é de que a economia do setor cresça 7,8% em 2023, como revela o Centro de Inteligência da Economia do Turismo (CIET), ligado à Setur-SP. O PIB do turismo paulista atingirá R$ 299,4 bilhões, destacando São Paulo como o maior polo turístico do país.

Saiba como montar um currículo atrativo

Muitos candidatos são vetados para uma vaga de emprego, estágio ou trainee muito antes de chegar na entrevista com o recrutador. Um dos motivos mais comuns para essa desclassificação prematura é um currículo pouco atrativo. Pensando nisso, selecionamos algumas dicas para ajudá-lo a ter um currículo vencedor.

Um resumo conciso de suas qualificações e experiências pessoais, abaixo das suas informações de contato, oferece aos empregadores uma visualização rápida e resumida de suas principais habilidades e ambições de trabalho. Geralmente, é o primeiro lugar que o recrutador olha quando pega um currículo na mão, portanto, detalhe suas realizações e qualificações de maneira objetiva.

Outra dica é corresponder a descrição da oportunidade, tentando utilizar adjetivos que sejam semelhantes aos utilizados no anúncio da vaga. Por exemplo, se o empregador dá prioridade para alguém com “capacidade de liderança eficaz”, certifique-se de demonstrar isso na primeira parte de seu currículo, utilizando o espaço destinado ao resumo profissional e características pessoais.

Além disso, não adianta enfatizar seus triunfos profissionais no currículo se você não terá como comprová-los posteriormente. Ao listar suas realizações, a recomendação é ter em mente que o que realmente impressiona os empregadores são os números. Exemplificando, se o candidato puder ilustrar suas conquistas com fatos e números, ou seja, descrever o quanto de receita que trouxe para o negócio naquele ano ou como clientes aumentaram seu investimento na marca, faça com objetividade.

Siga o JC Concursos no Google Newsempregosvagas de emprego

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.