MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Vida financeira dos trabalhadores está deteriorada, informa especialista

Especialista em investimentos dá dicas de como administrar melhor o dinheiro e começar a investir de forma consciente e segura. Aprenda a sair do vermelho e ter uma vida financeira saudável, mesmo em tempos de crise

Vida financeira dos trabalhadores está deteriorada, informa especialista
Divulgação
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 11/12/2023, às 23h09

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Você já se sentiu angustiado por não conseguir pagar as contas básicas do mês com o seu salário e com a sua vida financeira? Você já recorreu ao cartão de crédito, ao cheque especial ou a empréstimos bancários para cobrir suas despesas? Você já teve problemas de saúde, de relacionamento ou de produtividade por causa do estresse financeiro?

Se você respondeu sim a alguma dessas perguntas, saiba que você não está sozinho. De acordo com a terceira edição do levantamento “Hábitos e Impactos da Saúde Financeira dos Trabalhadores”, realizada pelas fintechs Zetra e SalaryFits, em parceria com a empresa de pesquisas On The Go, mais de 60% dos trabalhadores contratados em regime de CLT chegam ao fim do mês sem conseguir pagar contas básicas com o salário recebido.

Essa situação gera uma série de consequências negativas para a saúde física, mental e emocional dos trabalhadores, como estresse, irritação, queda de produtividade, falta de atenção, ansiedade, depressão, insônia, entre outras. Além disso, compromete a qualidade de vida, o bem-estar e a felicidade das pessoas e de suas famílias.

Mas como sair do vermelho e ter uma vida financeira saudável, mesmo em tempos de crise? É o que vamos descobrir neste artigo, com a ajuda do especialista em investimentos, Renan Diego, que já educou mais de 6 mil brasileiros sobre finanças pessoais e investimentos.

Dicas do especialista

Renan Diego é o fundador da escola digital Produtividade Financeira, que oferece cursos, mentorias e conteúdos gratuitos sobre como administrar melhor o dinheiro e começar a investir de forma consciente e segura. Ele acredita que a educação financeira é a chave para transformar a realidade de milhões de brasileiros que sofrem com a falta de dinheiro.

Segundo ele, o primeiro passo para sair do vermelho é fazer um diagnóstico da sua situação financeira atual. Isso significa anotar todas as suas receitas e despesas, identificar os seus gastos essenciais, necessários e supérfluos, e calcular o seu saldo mensal. Assim, você terá uma visão clara de onde está o seu problema e de quanto precisa economizar para equilibrar as suas contas.

O segundo passo é cortar ou reduzir os gastos supérfluos, que são aqueles que não são essenciais para a sua sobrevivência e bem-estar, como viagens, artigos de luxo, tratamentos estéticos, bebidas alcoólicas, entre outros. Esses gastos podem representar uma parcela significativa do seu orçamento e comprometer a sua capacidade de poupar e investir.

O terceiro passo é negociar ou quitar as suas dívidas, especialmente as que possuem juros altos, como o cartão de crédito e o cheque especial. Essas dívidas podem se tornar uma bola de neve e consumir todo o seu dinheiro, impedindo que você tenha uma vida financeira saudável. Por isso, é importante buscar alternativas para pagar o que deve, como parcelar, trocar por uma dívida mais barata ou usar parte da sua reserva de emergência.

O quarto passo é criar uma reserva de emergência, que é um dinheiro guardado para imprevistos, como uma doença, um acidente, uma demissão, uma reforma, entre outros. Essa reserva deve ser suficiente para cobrir de três a seis meses das suas despesas essenciais, e deve ser aplicada em um investimento seguro e de fácil acesso, como a poupança, o Tesouro Selic ou o CDB com liquidez diária.

O quinto passo é começar a investir de forma consciente e segura, buscando diversificar a sua carteira e adequar os seus investimentos ao seu perfil, aos seus objetivos e ao seu prazo. Para isso, é fundamental se educar sobre o mercado financeiro, conhecer as diferentes modalidades de investimento, os seus riscos e retornos, e contar com a ajuda de um profissional qualificado, como um assessor de investimentos ou um consultor financeiro.

+++Acompanhe as principais informações sobre o mercado de trabalho no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google Newsempregosestágiostrainees

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.