Tudo Sobre

Concurso Profissões e Cursos

Gastronomia

A alimentação como ofício



Redação
Publicado em 27/07/2007, às 14h17

Recentemente, em visita ao Senac São Paulo (campus de Campos do Jordão/SP) e ao Grande Hotel Campos do Jordão, a ministra do Turismo Marta Suplicy mostrou interesse em firmar parceria com a escola para projeto visando à implantação de uma escola de Hotelaria e Gastronomia para jovens de baixa renda na cidade. Por conta disso, nesta edição do JC&E (1391) e na seguinte (1392), apresentaremos entrevistas sobre essas carreiras com profissionais dessa unidade. Nesta semana, falará sobre Gastronomia a coordenadora do curso superior de Tecnologia do Senac Campos do Jordão, Cláudia Maria de Moraes Santos. Confira:

JC&E –O que faz o profissional de Gastronomia?
Cláudia Maria de Moraes Santos (coordenadora do Senac Campos do Jordão) – O profissional de Gastronomia pode atuar em atividades na área alimentícia exercendo funções de gestão, organização, criação e operação em empreendimentos de serviços de alimentação.

JC&E – Onde ele pode trabalhar?
Cláudia – Poderá atuar em restaurantes, em empresas alimentícias e na área de alimentos e bebidas em hospitalidade (hotéis, flats, navios, sps, pousadas, restaurantes, bares, empresas de eventos, redes de fast-food e hospitais).

JC&E –Do que o aluno precisa gostar para seguir essa carreira?
Cláudia – O perfil necessário para atuar nesta área está relacionado com a capacidade de administrar o relacionamento entre pessoas, ser criativo, dinâmico, e estar ciente de que para trabalhar neste setor é preciso abdicar dos fins de semana e feriados, pois são nestes momentos em que o profissional é mais solicitado.
Para fazer o curso o aluno deve gostar de cozinhar, de pesquisar, de criar e estar aberto a críticas e sugestões. Vale ressaltar que a vocação é muito importante e isto facilitará o processo de aprendizagem, no entanto, a falta desta, pode ser suprida se o aluno tiver força de vontade para atingir os seus objetivos.

JC&E – Como é o curso?
Cláudia – O curso superior de Tecnologia em Gastronomia [ministrado no Senac Campos do Jordão] tem duração de dois anos e forma profissionais com amplos conhecimentos históricos e técnicas gerais de Gastronomia. O curso oferece aulas teóricas em salas de aula e também em laboratórios de informática, de microbiologia e higiene dos alimentos, enologia, e aulas práticas nos laboratórios de Gastronomia e outros laboratórios conforme exigência de cada disciplina. O estágio curricular deve ser realizado a partir do 3º semestre, num total de 360 horas/aula, em empreendimentos gastronômicos, escolhidos pelo aluno, sob a orientação do docente.

JC&E – Como está o mercado de trabalho para profissionais desse segmento?
Cláudia – O mercado de trabalho continua em crescimento, e em decorrência deste fator, há uma demanda do setor de alimentação. Aliado a este crescimento, está a exigência do consumidor. Em função do aumento do turismo e da indústria de Hospitalidade, surgem boas oportunidades para os profissionais de Gastronomia nas várias regiões do País.

JC&E –Quais as áreas de atuação mais promissoras nesta carreira?
Cláudia – Existem várias tendências que podem surgir na carreira destes profissionais. Podemos citar a Gastronomia Molecular, o Slow Food, o Comfort Food, o desenvolvimento sustentável em serviços de alimentação, dentre outras áreas. Outros setores promissores são os de eventos e consultoria, no entanto, para atuar nessas áreas é fundamental alguns anos de experiência.

JC&E –Quais os pontos positivos e negativos para profissionais dessa área que ingressam no mercado de trabalho?
Cláudia – Muitos profissionais, no início de carreira, sentem dificuldade de inserção em virtude das exigências feitas pelo mercado, principalmente quando se diz respeito a tempo de experiência. O fator positivo é o conhecimento que os egressos adquirem no decorrer do curso e que o levam para a vida profissional.

JC&E –Qual a melhor maneira de iniciar, profissionalmente, no setor?
Cláudia – A melhor maneira de iniciar a carreira é pelo setor operacional. Definir uma área para aperfeiçoamento é fundamental, pois a Gastronomia é muito rica em informações. O profissional deve se manter atualizado por meio de leitura de revistas especializadas, livros, periódicos, teses, entre outros. Acompanhar vários setores da Gastronomia em empresas variadas é fundamental para a aquisição de competências e conhecimentos específicos.
Como dica vale lembrar que o processo de aprendizagem é contínuo, e que a graduação deve ser o início de uma carreira bem sucedida.

JC&E –Qual a remuneração de um profissional dessa área?
Cláudia – O salário inicial está em torno de R$ 1.000,00, dependendo da região em que o profissional vai atuar.

JC&E –Quais sites você indica para quem quer conhecer mais detalhes sobre a área ou ampliar conhecimentos sobre a profissão?
Cláudia – Indico os seguintes sites:

www.alimentares.com
www.abaga.com.br
www.altagastronomia.com.br
www.abresi.com.br
www.sbgan.org.br
www.nutrinews.com.br
http://gowheregastronomia.terra.com.br
http://prazeresdamesa.uol.com.br
http://vejasaopaulo.abril.com.br/gastronomia
www.basilico.uol.com.br


Rogerio Jovaneli

+ Resumo do Concurso Profissões e Cursos

Profissões e Cursos
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Educação
Escolaridade: Ensino Fundamental, Ensino Médio
Faixa de salário:
Organizadora: www.saber.srv.br
Estados com Vagas: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RN, RO, RR, RS, SC, SE, SP, TO

+ Agenda do Concurso

26/07/2008 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas