Desenvolver aplicativos para tablets e smartphones é opção de carreira

Redação
Publicado em 09/09/2013, às 17h19

Em 2012, o Brasil consumiu 16 milhões de celulares inteligentes e 3,1 milhões de tablets.Para 2013, a expectativa é a de que 5,8 milhões de tablets sejam vendidos.Os números dão força para um profissional surgido recentemente no mercado de trabalho, o desenvolvedor mobile.Nesta entrevista com o mestre em comunicações interativas e fundador do Instituto de Artes Interativas (www.iai.art.br), Lucas Longo, entenda quais são as qualidades que o desenvolvedor precisa ter, onde o programador pode trabalhar, quais são as cidades e países mais receptivos e como varia a remuneração no início e no final da carreira.

Comentários

Mais Lidas