"O apagão ainda nem começou"

Essa é a opinião do diretor da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), Cezar Tegon, sobre a falta de mão-de-obra que está sendo observada no mercado de trabalho atual.O fenômeno tem mudado as regras de contratação e a valorização do funcionário. Veja mais detalhes nesta edição do JC Entrevista.

Redação
Publicado em 16/09/2011, às 17h50

Essa é a opinião do diretor da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), Cezar Tegon, sobre a falta de mão-de-obra que está sendo observada no mercado de trabalho atual.O fenômeno tem mudado as regras de contratação e a valorização do funcionário. Veja mais detalhes nesta edição do JC Entrevista.

Comentários

Mais Lidas