Concurso Prefeitura Maricá (RJ) 2019 Em andamento

Orgão: Prefeitura Maricá
Nº vagas: 69
Taxa de inscrição: De R$ 70,00 Até R$ 90,00
Cargos: Analista, Engenheiro, Agente
Áreas de Atuação: Administrativa, Operacional
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Técnico, Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 1502,00 Até R$ 2614,76
Organizadora: COSEAC
Estados com Vagas: RJ
Cidades: Maricá - RJ

5,00(100.0%)1 voto(s)

Publicado em 02/10/2019, às 14h39 - Atualizado em 16/11/2019, às 23h00


O concurso Prefeitura de Maricá, no Estado do Rio de Janeiro, preencherá 69 vagas no no quadro de servidores da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa Civil.

Resumo do edital

Distribuição das vagas

O edital tem chances de nível médio para agente de defesa civil (55 postos e salário inicial de R$ 1.502) e técnico em meteorologia (2 - R$ 1.977,14), função que também exige formação técnica.

Curso superior é requisito para analista de sistemas (2 - R$ 2.614,76), analista geotécnico (2 - R$ 2.614,76), engenheiro civil (2 - R$ 2.614,76), geólogo (2 - R$ 2.614,76), hidrólogo (2 - R$ 2.614,76) e meteorologista (2 - R$ 2.614,76).

Atribuições dos cargos

  • Agente de defesa civil - ) exercer atividades de planejamento, coordenação, redução, execução e prevenção de desastres; b) atuar em ações de salvamento marítimo na orla das praias maricaenses e nas lagoas; c) executar o monitoramento das praias e do complexo lagunar nos postos de observação da Defesa Civil fixados em pontos da orla de forma a mitigar os possíveis afogamentos; d) garantir a segurança global da população prevenindo os eventos adversos gerados na região litorânea, dentre eles acidentes com motonáuticas e/ou embarcações que se encontrarem a 200m da costa do Município; e) atuar no combate e prevenção de princípios de incêndios, fazer mapeamento das áreas de risco do Município, dar atendimento à população afetada por vendavais, enchentes, deslizamentos, chuva de granizo, fazer cadastro e treinamento de voluntários, executar campanhas preventivas e educativas, executar campanhas junto à população, levantamento e cadastro de abrigos públicos; executar outras atribuições afins.
  • Técnico em meteorologia - a) realizar operações da rede de estações meteorológicas; b) controlar a qualidade das informações meteorológicas; c) tratar dados e auxiliar o meteorologista/previsor nas atividades de previsão e monitoramento; d) monitorar os parâmetros meteorológicos (umidade, temperatura máxima e mínima, intensidade do vento e precipitações) para todo o Estado do Rio de Janeiro que afetem e possam trazer algum tipo de transtorno à população do município ou de atuação da Defesa Civil Municipal; e) realizar operações da rede de estações meteorológicas, controle de qualidade das informações meteorológicas, tratamento de dados e auxílio ao meteorologista/previsor nas atividades de previsão e monitoramento e outras atividades que se fizerem necessárias no campo técnico da Meteorologia; f) exercer todas as demais atividades de necessidade referentes ao campo de conhecimento de interesse da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa Civil.
  • Analista geotécnico - a) coordenar, supervisionar, monitorar avaliar e elabora estudos, pesquisas e diagnósticos de atividades operacionais, analisando informações provenientes de diversas fontes (observações e modelos numéricos), bem como a possibilidade de ocorrência de desastres naturais em área de risco geológico; b) elaborar boletins operacionais; c) assessorar a equipe de trabalho com a análises técnicas e apoio a descrição de alertas , auxílio no desenvolvimento de modelação, aplicação de geotecnologias (SIG, sensoriamento remoto e banco de dados); e d) atuar em outras atividades de necessidade e interesse da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa Civil.
  • Analista de sistemas - a) atuar na administração dos sistemas de informática da defesa civil; b) introduzir e integrar novas tecnologias nos sistemas de defesa civil; c) incorporar e manter atualizados no sistema os procedimentos operacionais padronizados para a gestão de desastres administrativos pela Defesa Civil no Município de Maricá; d) realizar auditorias/validações periódicas de sistemas e softwares verificando se as taxas de falhas estão dentro das especificações contratadas; e) aplicar atualizações, patches ou modificações de configuração nos sistemas operacionais; f) promover ajustes para melhorar a performance dos sistemas de defesa civil; g) desenvolver e implantar estratégias e planos de recuperação para a infraestrutura de TI em situações em que o sistema fique inoperante ou instável; h) acompanhar tecnicamente eventuais paradas de manutenção programadas e emergenciais dos sistemas de informática; i) administrar o conteúdo publicado na intranet e internet da Defesa Civil do Município; j) manter atualizadas as informações da internet e da intranet da Defesa Civil de Maricá; k) definir os softwares e ferramentas necessárias para garantir que o conteúdo a ser publicado na internet e na intranet da Defesa Civil seja acessível aos especialistas e a comunidade em geral; l) garantir a integridade de conteúdo das páginas WEB da Defesa Civil de Maricá; e m) exercer todas as demais atividades de necessidade referentes ao campo de conhecimento de interesse da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa Civil.
  • Engenheiro civil - a) vistoriar edificações em risco e áreas de risco e promover, quando for o caso, a intervenção preventiva e a evacuação da população das áreas de alto risco ou das edificações vulneráveis; b) proceder à avaliação de danos materiais e prejuízos das áreas atingidas por desastres tecnológicos; c) elaborar rotas de vistorias, para o atendimento técnico; d) elaborar e preencher os formulários específicos, conforme as atividades de trabalho; e) elaborar laudos técnicos, vistorias , interdições e outros documentos que se fizerem necessários; f) desenvolver em conjunto com o setor de projetos, palestras educativas, com tema de Proteção e Defesa Civil, relacionadas aos desastres tecnológicos; g) realizar projetos básicos para obras de intervenção em áreas de risco; h) desenvolver projetos executivos, para execução de medidas estruturais, relacionados aos desastres; i) atuar em outras atividades afins.
  • Geólogo - a) aplicar a legislação ambiental e os procedimentos legais e administrativos pertinentes; b) realizar levantamentos, vistorias e avaliações ambientais; c) analisar caracterizações geológicas e mapas temáticos; d) inspecionar, avaliar e emitir relatórios sobre a contaminação do solo e das águas subterrâneas; e) analisar projetos de disposição de resíduos sólidos urbanos no que se refere aos aspectos – geológicos, hidrogeológicos e geotécnicos do meio físico; f) analisar e interpretar relatórios com dados ambientais do solo e de águas subterrâneas; g) avaliar projetos de recuperação em áreas contaminadas; h) desenvolver critérios para proteção da qualidade de solos e águas subterrâneas no município; i) realizar levantamentos geofísicos e geoquímicos; j) planejar amostragens de solos e águas subterrâneas; k) avaliar programas de compensação e gestão ambiental, especialmente aqueles relacionados com controle de erosão, recuperação de áreas degradadas, minimização das interferências nas águas subterrâneas, monitoramento hidrogeológico; l) realizar vistorias em campo; m) elaborar pareceres técnicos e relatórios; n) desenvolver outras atividades pertinentes e necessários ao desempenho das funções do cargo.
  • Hidrólogo - a) promover o cruzamento entre informações hidrológicas (alertas e avisos) de probabilidade de ocorrências de evento adverso ou desastres, enviadas por outros sistemas, de forma a retroalimentar estes sistemas e melhoras a sua acurácia; b) prestar consultorias e suporte técnico a programas e projeto federais, estaduais e municipais em seus respectivos órgãos, contribuindo para um planejamento conjunto e abrangente , em âmbito municipal; c) analisar as informações dos órgãos competentes relacionadas com obras hídricas e recursos hídricos existentes para subsidiar as ações de motoramente e alerta; d) subsidiar os órgãos competentes para aprimoramento da Política Nacional de Recursos Hídricos, com informações relevantes aos gerenciamento de riscos e desastres; e) analisar e assessorar o mapeamento de áreas de risco demandados pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa Civil no que diz respeito a sua área de atuação; f) participar da análise das principais ocorrências de desastre na área de recursos hídricos, visando à prevenção de eventos futuros; g) colaborar na integração de diversas áreas, incluindo alguns órgãos fiscalizadores e normativos tais como a Agência Nacional de Águas (ANA), Sistema Nacional de Informações sobre Segurança de Barragens, Comitê de Bacias de Serviços Geológicos do Brasil ( CPRM) e outros em esferas estaduais e municipais; h) identificar, em cenários de desastre, fontes alternativas de água para abastecimento da população atingida; i) analisar a partir de informações da ANA, ameaças e vulnerabilidades decorrentes de problemas em infraestruturas hidráulicas críticas relativas às situações que exijam monitoramento e gerenciamento de risco de desastres; j) alimentar o banco de dados e o sistema de informações para planejamento das ações de gerenciamento de riscos e desastres na área de recursos hídricos; k) representar perante Instituições especializadas, no que tange a processos de identificação, avaliação e mapeamento de riscos de desastres naturais; l) assessora em sua área de especialização o levantamento e o desenvolvimento de projetos que visem à mitigação de riscos de desastres , principalmente nas áreas de maior recorrência de desastres e histórico de danos, quando assim solicitado por integrante do Sistema; m) acompanhar as equipes de respostas, quando da ocorrência de desastres, de forma a subsidiar os órgãos estaduais para tomada de decisão e avaliação de danos; n) contribuir para o desenvolvimento de programas de treinamento relativos à sua área de atuação; o) interpretar e avaliar informações durante a evolução de cenários de desastres, interagindo com órgãos especializados; p) coletar e analisar dados de obras de recursos hídricos oriundos de entidade de Defesa Civil e Secretarias; q) exercer todas as demais atividades de necessidades referentes ao campo de conhecimento de interesse da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa Civil.
  • Meteorologista - a) promover o cruzamento entre informações meteorológicas (alertas e avisos) de probabilidade de ocorrências de evento adverso ou desastre, enviadas por outros órgãos ou sistemas que realizam previsão meteorológica; b) prover relatórios e apoiar tecnicamente as autoridades governamentais do Município de Maricá; c) apoiar tecnicamente na construção de documentos de divulgação de informações para a população; d) representar perante instituições especializadas em sua área de atuação; e) assessorar em sua área de especialização o levantamento e o desenvolvimento de projetos que visem à mitigação de riscos de desastres, principalmente, nas áreas de maior recorrência de desastres e históricos de danos; f) prever e monitorar os parâmetros meteorológicos (umidade, temperatura máxima e mínima, intensidade do vento e precipitações) para todo o Município de Maricá que afetem e possam trazer algum tipo de transtorno à população do Município, capacidade de tomar decisões mediante situações críticas ou na ausência do Gestor ou Coordenadores; g) desenvolver as atividades de previsão e monitoramento, emitir avisos e alertas de mau tempo e/ou eventos meteorológicos severos, elaborar relatórios de trabalho e de eventos meteorológicos; h) atuar, a qualquer momento, junto com outros órgãos em situações de planejamento, prevenção e mitigação, risco, desastre e crise; gerir todas as atividades (atualização, capacitação, qualificação, tarefas, metas , rotina, escala, produção) das equipes de previsão, monitoramento (GPM) e climatologia; i) prestar atendimento à imprensa dos diversos tipos de mídia, em casos de assuntos relacionados à Meteorologia; planejar e desenvolver projetos que visem ao aperfeiçoamento e qualificação de produtos meteorológicos; j) exercer todas as demais atividades de necessidades referentes ao campo de conhecimento de interesse da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa Civil.

Conteúdo programático

Confira abaixo algumas das disciplinas previstas para a prova de agente de defesa civil:

  • Língua portuguesa - 1. Interpretação de textos, com domínio de relações discursivas, semânticas e morfossintáticas. 2. Tipos textuais: narrativo, descritivo, argumentativo e injuntivo. 3. Gêneros discursivos. 4. Coesão e coerência textual. 5. Valor dos conectivos. 6. Usos dos pronomes. 7. Semântica: sinonímia, polissemia, homonímia, hiperonímia, hiponímia. 8. Figuras de linguagem: hipérbole, metáfora, metonímia, personificação e outros. 9. Estrutura e formação de palavras: composição, derivação e outros processos. 10. Flexão nominal e verbal. Emprego de tempos e modos verbais. 11. Classes de palavras. 12. Regência nominal e verbal. 13. Concordância nominal e verbal. 14. Estruturação de períodos: coordenação, subordinação e correlação. 15. Pontuação. 16. Variação linguística. 17. Ortografia vigente. SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS 1. ABREU, Antônio Suarez. Curso de redação. 11 ed. São Paulo: Ática, 2001. 2. AZEREDO, José Carlos. Gramática Houaiss da Língua Portuguesa. 3 ed. São Paulo: Publifolha, 2013 (reimpressão da 3 ed. de 2010). 3. CUNHA, Celso; CINTRA, Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Lexikon, 2016.
  • Raciocínio lógico - 1. Sequências Lógicas e leis de formação: verbais, numéricas e geométricas. 2. Teoria dos conjuntos: simbologia, operações e diagramas de Venn-Euler 3. Problemas com tabelas. 4. Problemas sobre as quatro operações fundamentais da Matemática. 5. Proporções. 6. Regra de três simples e composta. 7. Regra de Sociedade. 8. Análise Combinatória: aplicações do Princípio Fundamental da Contagem e do Princípio da Casa dos Pombos. 9. Noções de probabilidades: definições, propriedades e problemas. SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS 1. CARVALHO, S.; CAMPOS, W. Raciocínio Lógico Simplificado, Vols. 1 e 2. ed. Elsevier, 2010. 2. MORGADO, A. C.; CÉSAR, B. Raciocínio Lógico Quantitativo. Ed. Elsevier, 2008. 3. SÁ, I. P. Raciocínio Lógico Concursos Públicos e Formação de Professores. Ed. Ciência Moderna, 2008.
  • Informática - 1. Noções de informática: conceitos. 2. Componentes dos sistemas de computação: hardware e software. 3. Software Básico, software utilitário, software aplicativo e software livre: conceitos. 4. Rede de computadores (cabeadas e wireless) e equipamentos de conectividade: conceitos e aplicações.5. Conceitos, funções e aplicações de Internet. 6. Tipos e características dos navegadores e dispositivos móveis. 7. Conceitos sobre tecnologias e ferramentas de colaboração, computação na nuvem, correio eletrônico e webmail, grupos de discussão, fóruns, wikis e redes sociais. 8. Sistema Operacional Windows 7/8.1(Português), Linux e LibreOffice 6.3.1 (Português): conceitos, interface, comandos, funções, recursos e usabilidade. 9. Editor de texto MS Word 2007/2010/2013/2016 (Português): conceitos, comandos, recursos e usabilidade. 10. Planilha eletrônica MS Excel 2007/2010/2013/2016 (Português): conceitos, comandos, recursos e usabilidade (interface, bancos de dados, criação de planilhas, referências a células, cópia lógica, uso de fórmulas e funções, modelos, geração de gráficos, formatação de células e impressão). 11. Redes de computadores e Internet: conceitos, tecnologias, ferramentas, aplicativos e serviços. 12. Segurança da Informação: conceitos, princípios, problemas, ameaças, ataques. Backup e antivírus. SUGESTÕES BIBLIOGRÁFICAS 1. CARMONA, T. Guia Técnico de Redes de Computadores. Digerati Books, 2008. 2. CARVALHO, João Antônio. Noções de Informática para Concursos. 2ª edição, 2ª tiragem. Ed. Campus, 2013. 3. COSTA, R.; ÁQUILA, R. Informática Básica. Ed. Impetus, 2009. 4. FARIAS, P. Curso Essencial de Redes. Digerati, 2006 n5. FEDELI, R.; POLLONI, E.; PERES, F. Introdução à Ciência da Computação. Ed. Cengage Learning, 2010. 6. FERREIRA, R. Linux Guia do Administrador do Sistema. Ed.Novatec, 2003. 7. FURGERI, S. Redes Teoria e Prática. Ed. Komedi, 2007. 8. GUESSE, A.; ABDALLA, S. Informática para Concursos Públicos. Ed. Saraiva, 2013. 9. GUIAS e MANUAIS DE DOCUMENTAÇÃO DO LIBREOFFICE. Disponível em: https://documentation.libreoffice.org/pt-br/portugues/. Acesso em: 07 de setembro de 2019. 10. GUILHEN, B.; NASCIMENTO, R. Informática. Ed. Saraiva, 2013. 11. HELP/AJUDA do Windows 7/8.1BR e pacotes MSOffice 2007/2010/2013/2016 BR. 12. MAGGIO, A. Informática para Concursos. Ed. Ciência Moderna, 2011. 13. MAGRIN, M. Linux Guia do Profissional. Digerati Books, 2006. 14. MARÇULA, M.; FILHO, P. Informática Conceitos e Aplicações. 3ª edição. Ed. Érica, 2008. 15. MIYAGUSKU, R. Informática passo a passo para concursos públicos. Digerati Books, 2008. 16. MONTEIRO, E.; MATOS, L. Informática Essencial para Provas e Concursos. Ed. Alumnus, 2012. 17. MORAZ, Eduardo. Curso Essencial de Hardware. Digerati Books, 2006. 18. OLIVEIRA, S.; GAMEZ, L.; PUPO, R.; DILERMANO Jr. TURBAN, E.; VOLONINO, L. Tecnologia da Informação para Gestão. 8ª edição. Ed.Bookman, 2013. 19. SILVA, Y. Windows 7. Editora Komedi, 2010. 20. VELLOSO, Fernando de Castro. Informática - Conceitos Básicos. Ed.Campus, 2ª reimpressão, 2004.

Curso grátis de língua portuguesa para o concurso Prefeitura de Maricá

Acompanhamento

A equipe JC Concursos apresenta o resumo do concurso Prefeitura de Maricá nesta página, com as principais informações do processo seletivo. O conteúdo programático na íntegra está disponível aqui. Outros detalhes podem ser conferidos no edital abaixo, entre os anexos.


Cronograma

Abertura das inscrições01/10/2019
Encerramento das inscrições24/10/2019
Prova15/11/2019
Divulgação do Resultado10/12/2019

Notícias do concurso Prefeitura Maricá (RJ) 2019

Edital e Anexos

Abertura Edital - processo seletivo Prefeitura de Maricá RJ (2018)
Abertura Vagas - processo seletivo Prefeitura de Maricá RJ (2018)
Abertura (02/10/2019) Edital de abertura de inscrições (2019)

Provas Prefeitura Maricá

Nenhuma prova encontrada

Provas COSEAC

Orgão, Cargos e OrganizadoraAnoAnexo
UFF Analista de Tecnologia da Informacao
COSEAC
2016 Prova / Gabarito
_PREFEITURA MUNICIPAL Advogado Municipal
COSEAC
2015 Prova / Gabarito
UFF Administrador
COSEAC
2015 Prova / Gabarito
UFF Engenheiro Mecanico
COSEAC
2015 Prova / Gabarito
UFF Bibliotecario Documentarista
COSEAC
2015 Prova / Gabarito

» Ver lista completa

Sobre Prefeitura Maricá

O Brasil conta, hoje, com 5.570 prefeituras espalhadas por municípios dos 26 Estados do país, além do Distrito Federal. Os municípios são uma circunscrição territorial dotada de personalidade jurídica e com certa autonomia administrativa, sendo as menores unidades autônomas da Federação. Uma prefeitura é a sede do poder executivo do município (semelhante à câmara municipal, em Portugal). Esta é comandada por um prefeito (nas cidades brasileiras e por um presidente de câmara nos municípios portugueses) e dividida em secretarias de governo, como educação, saúde ou meio ambiente. O termo prefeitura também pode designar o prédio onde está instalada a sede do governo municipal, também chamado de paço municipal onde geralmente se localiza o gabinete do prefeito. A instituição da prefeitura de seu encarregado maior, o "prefeito", é algo relativamente novo na história do Brasil. O poder hoje exercido pela prefeitura foi anteriormente exercido pela câmara municipal, pelo conselho de intendência e pela intendência municipal. As prefeituras são órgãos independentes, que não precisam de autorização por parte das administrações federal ou estaduais para realizarem seus concursos públicos, seja para preenchimento na própria sede ou em secretarias vinculadas à ela.


Comentários

Mais Lidas