Concurso SMED Belo Horizonte (MG) Concurso Aberto

Orgão: Prefeitura de Belo Horizonte
Nº vagas: 251
Taxa de inscrição: De R$ 100,00 Até R$ 100,00
Cargos: Professor, Bibliotecário
Áreas de Atuação: Educação
Escolaridade: Ensino Superior
Faixa de salário: De R$ 2243,00 Até R$ 2758,00
Organizadora: AOCP
Estados com Vagas: MG
Cidades: Belo Horizonte - MG

Publicado em 26/10/2021, às 11h46 - Atualizado às 11h58


Saiu o edital do concurso SMED de Belo Horizonte (Secretaria Municipal de Educação), localizada no Estado de Minas Gerais. O certame visa ao provimento de 251 vagas para cargos efetivos de nível superior.

Informações complementares

Concurso SMED de Belo Horizonte: distribuição das vagas

Ofertas estão distribuídas entre as carreiras de professor para a educação infantil (140 vagas), professor municipal de 1º e 2º ciclos do ensino fundamental (54), professor municipal de educação física (10), professor municipal de geografia (3), professor municipal de língua estrangeira moderna - inglês (15), professor municipal de matemática (10) e bibliotecário escolar pleno (19).

Interessados devem possuir formação superior na área. Os salários iniciais são de R$ 2.243,43 para professor para a educação infantil, R$ 2.473,38 para professor municipal e R$ 2.758,41 para bibliotecário.

Concurso SMED de Belo Horizonte: atribuições dos cargos

Professor para a Educação Infantil: atuar em atividades de educação infantil, atendendo, no que lhe compete, a criança que, no início do ano letivo, possua idade variável entre 0 (zero) e 5 (cinco) anos e 8 (oito) meses; executar atividades baseadas no conhecimento científico acerca do desenvolvimento integral da criança de até 5 (cinco) anos e 8 (oito) meses, consignadas na proposta político-pedagógica; organizar tempos e espaços que privilegiem o brincar como forma de expressão, pensamento e interação; desenvolver atividades objetivando o cuidar e o educar como eixos norteadores do desenvolvimento infantil; assegurar que a criança na educação infantil tenha suas necessidades básicas de higiene, alimentação, saúde, segurança e bem-estar atendidas de forma adequada; propiciar situações em que a criança possa construir sua autonomia; implementar atividades que valorizem a diversidade sociocultural da comunidade atendida e ampliar o acesso aos bens socioculturais e artísticos disponíveis; executar suas atividades pautando-se no respeito à dignidade, aos direitos e às especificidades da criança de até 5 (cinco) anos e 8 (oito) meses, em suas diferenças individuais, sociais, econômicas, culturais, étnicas, religiosas, sem discriminação alguma; colaborar e participar de atividades que envolvam a comunidade; colaborar no envolvimento dos pais ou de quem os substitua no processo de desenvolvimento infantil; interagir com os demais profissionais da instituição educacional na qual atua, para construção coletiva do projeto político-pedagógico; participar de atividades de qualificação proporcionadas pela administração municipal; refletir e avaliar sua prática profissional, buscando aperfeiçoá-la; planejar e executar o trabalho docente dentro da especificidade da educação infantil; acompanhar e avaliar sistematicamente o processo educacional, fazendo os registros necessários, inclusive apurar a frequência diária; desincumbir-se de outras tarefas específicas que lhe forem atribuídas.

Professor Municipal: planejar aulas e desenvolver coletivamente atividades e projetos pedagógicos; ministrar aulas, promovendo o processo de ensino/aprendizagem; exercer atividades de coordenação pedagógica; participar da avaliação do rendimento escolar; atender às dificuldades de aprendizagem do aluno; inclusive dos alunos portadores de deficiência; elaborar e executar projetos em consonância com o programa político pedagógico da Rede Municipal de Educação; participar de reuniões pedagógicas e demais reuniões programadas pelo Colegiado ou pela direção da escola; participar de cursos de atualização e/ou aperfeiçoamentos programados pela Secretaria Municipal de Educação, pela Administração Regional e pela escola; participar de atividades escolares que envolvam a comunidade; elaborar relatórios; promover a participação dos pais ou responsáveis pelos alunos no processo de avaliação do ensino/aprendizagem; esclarecer sistematicamente aos pais e responsáveis sobre o processo de aprendizagem; elaborar e executar projetos de pesquisa sobre o ensino da Rede Municipal de Educação; participar de programas de avaliação escolar ou institucional da Rede Municipal de Educação; desincumbir-se de outras tarefas específicas que lhe forem atribuídas.

Bibliotecário Escolar Pleno: planejar e coordenar os trabalhos da Biblioteca Escolar sob sua responsabilidade, estabelecendo metas e metodologia de avaliação dos resultados, observados os parâmetros estabelecidos para a Rede Municipal de Educação de Belo Horizonte – RME-BH; orientar e supervisionar os demais servidores que compõem o quadro de pessoal da Biblioteca Escolar; responder tecnicamente à coordenação das bibliotecas da Smed; gerenciar o processo de formação e desenvolvimento de coleções da Biblioteca Escolar sob sua responsabilidade; realizar o tratamento técnico dos recursos informacionais incorporados ao acervo da Biblioteca Escolar sob sua responsabilidade; planejar, orientar, executar e supervisionar os serviços direcionados ao público-alvo da Biblioteca Escolar; propor, planejar, participar e executar ações de mediação da leitura e de formação de leitores, em conjunto com a equipe de coordenação pedagógica da unidade escolar; promover a integração da Biblioteca Escolar ao cotidiano pedagógico e administrativo da unidade escolar; promover o desenvolvimento cultural da comunidade escolar; promover o intercâmbio entre as bibliotecas da RME-BH; participar do planejamento escolar e de reuniões pedagógicas da Escola Municipal ou Emei; colaborar para o desenvolvimento das bibliotecas da RME-BH; participar de cursos de atualização e aperfeiçoamento promovidos pelo Poder Executivo, visando ao aprimoramento de seu desempenho; responsabilizar-se por outras tarefas que, em virtude de sua natureza ou de disposições regulamentares, estejam circunscritas ao âmbito de sua competência.

Acompanhamento

A equipe JC Concursos disponibiliza o resumo do concurso nesta página, com as principais informações do processo de seleção. Mais informações estão disponíveis abaixo, no edital anexado.

Dica de estudo: língua portuguesa


Cronograma

Abertura das inscrições21/12/2021
Encerramento das inscrições20/01/2022
Prova20/02/2022

Notícias do concurso SMED Belo Horizonte (MG)

Edital e Anexos

Abertura (26/10/2021) Edital nº 01/2021

Provas Prefeitura de Belo Horizonte

Nenhuma prova encontrada

Provas AOCP

Orgão, Cargos e OrganizadoraAnoAnexo
Hospital Analista de Tecnologia da Informacao Suporte de Redes
AOCP
2016 Prova / Gabarito
Hospital Analista de Tecnologia da Informacao Telecomunicacoes
AOCP
2016 Prova / Gabarito
Hospital Analista de Tecnologia da Informacao Suporte de Redes
AOCP
2016 Prova / Gabarito
Hospital Analista de Tecnologia da Informacao Telecomunicacoes
AOCP
2016 Prova / Gabarito
Hospital Advogado
AOCP
2015 Prova / Gabarito

» Ver lista completa

Sobre Prefeitura de Belo Horizonte

O Brasil conta, hoje, com 5.570 prefeituras espalhadas por municípios dos 26 Estados do país, além do Distrito Federal. Os municípios são uma circunscrição territorial dotada de personalidade jurídica e com certa autonomia administrativa, sendo as menores unidades autônomas da Federação. Uma prefeitura é a sede do poder executivo do município (semelhante à câmara municipal, em Portugal). Esta é comandada por um prefeito (nas cidades brasileiras e por um presidente de câmara nos municípios portugueses) e dividida em secretarias de governo, como educação, saúde ou meio ambiente. O termo prefeitura também pode designar o prédio onde está instalada a sede do governo municipal, também chamado de paço municipal onde geralmente se localiza o gabinete do prefeito. A instituição da prefeitura de seu encarregado maior, o "prefeito", é algo relativamente novo na história do Brasil. O poder hoje exercido pela prefeitura foi anteriormente exercido pela câmara municipal, pelo conselho de intendência e pela intendência municipal. As prefeituras são órgãos independentes, que não precisam de autorização por parte das administrações federal ou estaduais para realizarem seus concursos públicos, seja para preenchimento na própria sede ou em secretarias vinculadas à ela.


Comentários

Mais Lidas