Órgão aprova 14,97% no VII Exame de Ordem

Confira também as 20 instituições públicas e privas com os melhores índices de aprovação.

Redação
Publicado em 23/08/2012, às 14h44

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil aprovou 14,97% dos 109.649 bachareis que fizeram o VII Exame de Ordem Unificado para se habilitarem ao exercício da advocacia, totalizando 16.419 aprovados. O resultado final foi divulgado no dia 14 de agosto.

Segundo o órgão, o número de estudantes aprovados foi superior em relação às edições anteriores. Nas estatísticas do VII Exame, esse percentual de aprovação superou 46%, ou seja, 15.667 alunos do nono e décimo semestres inscritos na prova foram bem no exame. A OAB acredita que esse aumento sinaliza um maior engajamento dos cursos e dos alunos em aprimorar o desempenho.

Para a OAB, o Exame não tem por objetivo eliminar candidatos ou limitar seu acesso à carreira, haja vista a inexistência de quantidade de vagas definidas. De acordo com o órgão, determina-se um limite mínimo de desempenho e todos quantos atinjam esse limite estão aprovados e habilitados a ingressar nos quadros da OAB.

Para prestar o Exame de Ordem é necessário ser bacharel em direito, ainda que pendente apenas a sua colação de grau, formado em instituições oficiais ou reconhecidas pelo Ministério da Educação. Estudantes de direito do último ano do curso de graduação ou do nono e décimo semestres também podem participar do exame. A aprovação no Exame de Ordem é requisito necessário para a inscrição nos quadros da OAB como advogado, conforme previsto no artigo 8º, IV, da Lei 8.906/1994.

Segundo informações do INEP/MEC, nos últimos anos, o número de cursos de direito no Brasil aumentou consideravelmente, passando de 886 em 2005 a 1.259 neste ano.

As melhores - A Universidade Federal de Viçosa, no Estado de Minas Gerais e a Escola de Direito do Rio de Janeiro foram às instituições que obtiveram os melhores desempenhos nos índices de aprovação do VII Exame de Ordem Unificado. Respectivamente, 73,08% e 73,68% dos alunos foram aprovados. Confira abaixo as 20 instituições públicas e privas com os melhores índices de aprovação no país:


Públicas

Fundação Universidade Federal de Viçosa (UFV) – Viçosa, MG (73,08% de aprovação)

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) – Porto Alegre, RS (70,67%)

Universidade Federal do Paraná (UFPR) – Curitiba, PR (69,77%)

Universidade Federal de Sergipe (UFS) – São Cristovam, SE (67,69%)

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) – Santa Maria, RS (65,38%)

Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) – Vitória, ES (60,87%)

Universidade Federal da Paraíba (UFPB) – João Pessoa, PB (60,71%)

Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) – Natal, RN (60,71%)

Universidade de Brasília (UnB) – Brasília, DF (59,09%)

10° Universidade Federal de Goiás (UFG) – Goiânia, GO  (59,02%)

11° Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP) – (58,70%)

12° Universidade Federal de Pelotas (UFPel) – Pelotoas, RS (57,75%)

13° Universidade de São Paulo (USP) – São Paulo, SP (57,36%)

14° Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) – Juiz de Fora, MG (57,14%)

15° Universidade Estadual de Maringá (UEM) – Maringá, PR (56,57%)

16° Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) – Rio de Janeiro, RJ (56,10%)

17° Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) – Belo Horizonte, MG (56,04%)

18° Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) – Florianópolis, SC (55,56%)

19° Universidade Federal Fluminense (UFF) – Niterói, RJ (54,00%)

20° Universidade do Estado do Rio Janeiro (UERJ) – Rio de Janeiro, RJ (53,85%)

Privadas

Escola de Direito do Rio Janeiro (FGV) – Rio de Janeiro, RJ (73,68%)

Faculdades Integradas de Vitória (FDV) – Vitória, ES (53,23%)

Universidade Salvador (UNIFACS) – Salvador, BA (50,93%)

Escola de Direito de São Paulo (DIREITO GV) – São Paulo, SP (45,45%)

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas, campus Funcionários) – Belo Horizonte, MG (44,44%)

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUCSP) - São Paulo, SP (44,44%)

Faculdade de Direito Milton Campos (FDMC) – Nova Lima, MG (42,42%)

Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) – Rio de Janeiro, RJ (40,41%)

Inst. de Ciências Jurídicas e Sociais Prof. Camillo Filho (ICF) – Teresina, PI (38,81%)

10° Universidade Presbiteriana Mackenzie (MACKENZIE) – São Paulo, SP (36,48%)

11° Faculdade Baiana de Direito e Gestão – Salvador, BA (35,71%)

12° Centro Universitário Barriga Verde (UNIBAVE) – Orleans, SC (34,78%)

13° Faculdades Integradas Machado de Assis (FEMA) – Santa Rosa, RS (33,33%)

14° Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC) – S. Miguel do Oeste, SC  (33,33%)

15° Inst. Superior de Ciências Humanas e Filosofia La Salle (ISCHF La Salle) – Niterói, RJ  (32,65%)

16° Pont. Univ. Cat. de Minas (PUC Minas, campus Coração Eucarístico) – Belo Horizonte, MG (32,49%)

17° Universidade Estácio de Sá (UNESA) – Nova Friburgo, RJ (32,47%)

18° Universidade do Oeste de Santa Catarina (UNOESC) – Joaçaba, SC (32,22%)

19° Universidade Cândido Mendes (UCAM) – Rio de Janeiro, RJ (32,14%)

20° Universidade Estácio de Sá (UNESA) – Campos dos Goytacazes, RJ (32,14%)

Douglas Terenciano, com informações da OAB.

.

Comentários

Mais Lidas