MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Auxílio emergencial de R$ 800 é LIBERADO pelo Governo Federal para o Rio Grande do Sul

Estimativa do custo total da ajuda está sujeita à lista de pessoas desabrigadas em cada cidade. Presidente também destacou a cooperação entre as Forças Armadas

Presidente também destacou a cooperação entre as Forças Armadas e a ativação de um comando conjunto
Presidente também destacou a cooperação entre as Forças Armadas e a ativação de um comando conjunto - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 08/09/2023, às 19h27

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

No esforço de auxiliar as comunidades impactadas pelas devastadoras tempestades que assolaram a região Sul do país, o presidente em exercício, Geraldo Alckmin, anunciou hoje uma iniciativa abrangente para oferecer suporte imediato e a longo prazo aos afetados.

Acompanhado de uma comitiva de ministros, Alckmin visitará o Rio Grande do Sul no próximo domingo, 10 de setembro, para coordenar as ações de resgate e reconstrução nas áreas mais atingidas pelas fortes chuvas ocorridas na última semana.

O plano de auxílio inclui a liberação de R$ 800 por pessoa desabrigada, um gesto que visa proporcionar alívio financeiro direto às famílias afetadas. Esse montante será transferido para os municípios atingidos, que posteriormente repassarão os fundos aos cidadãos em necessidade.

A estimativa do custo total da ajuda está sujeita à lista de pessoas desabrigadas em cada cidade, conforme explicou o ministro do Desenvolvimento Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias.

Além da assistência financeira, o governo federal também determinou o envio de 20 mil cestas básicas e kits de medicamentos para atender às necessidades imediatas das vítimas. Parte desses suprimentos, 5.000 cestas básicas, está programada para chegar no domingo, junto com a visita do presidente em exercício à região.

"Estamos comprometidos em fornecer ajuda direta às famílias afetadas por essas tempestades devastadoras", enfatizou Geraldo Alckmin durante o anúncio. "Nossa prioridade é assegurar que as pessoas tenham acesso aos recursos de que precisam para se recuperar."

+++ Endividamento dos brasileiros cai, mas os saques da poupança aumentaram; confira

Presidente também destacou a cooperação entre as Forças Armadas e a ativação de um comando conjunto

Além da assistência financeira e de suprimentos, o governo mobilizou recursos humanos e logísticos para enfrentar a crise. Durante uma reunião com 10 ministros, assessores e militares, decidimos que 642 militares, oito aeronaves, dez embarcações e 50 veículos seriam empregados nas operações de socorro aos moradores afetados pelos temporais.

O presidente também destacou a cooperação entre as Forças Armadas e a ativação de um comando conjunto para lidar com a situação. O governo federal está empenhado em apoiar as autoridades estaduais e locais na recuperação e no resgate das comunidades afetadas.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva expressou seu compromisso com a região afetada por meio das redes sociais, informando que instruiu o governador do Rio Grande do Sul a estar preparado para lidar com a situação. 

+Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.