MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Cirurgias realizadas pelo SUS, gratuitas, chegam a custar até R$ 6,9 milhões nos EUA

Governo Federal faz comparações de custo de cirurgias realizadas pelo SUS e no sistema de saúde dos EUA; cirurgia do coração chega a R$ 6,9 milhões

Hopistais Santas Casas
Hopistais Santas Casas - Agência Brasil
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 02/10/2023, às 15h45

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

As cirurgias realizadas pelo SUS (Sistema Único de Saúde), realizadas de maneira gratuita no Brasil, podem chegar a custar R$ 6,9 milhões nos Estados Unidos, esses dados foram divulgados nas redes sociais oficiais do governo federal. 

"A lista para transplantes é única e vale tanto para os pacientes do SUS quanto para pacientes de rede privada. A título de comparação, quem precisa de um transplante de órgãos nos Estados Unidos, que não dispõe de sistema público de saúde, tem que desembolsar muitos milhões de dólares", escreveu. 

Além disso, o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) também destacou o trabalho realizado pelo SUS, que é gerenciado pelo Ministério da Saúde. 

"O SUS salva muitas vidas no Brasil, que possui o maior programa público de transplante de órgãos, tecidos e células do mundo, garantido a toda a população. Por aqui, toda a estrutura é gerenciada pelo Ministério da Saúde, que assegura que as cirurgias sejam realizadas em situação de igualdade, de acordo com critérios técnicos", acrescentou. (Veja post abaixo). 

+ Grupo Americanas S.A fecha número histórico de lojas e pode falir de vez

Investimentos de R$ 30,5 bi e ampliação do SUS 

O Novo PAC tem como objetivo alocar R$ 30,5 bilhões em recursos para a área da Saúde até 2026, com o propósito de fortalecer o atendimento à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS) e promover iniciativas relacionadas à saúde digital, bem como impulsionar o desenvolvimento do setor industrial da saúde.

A maior parcela desses recursos será direcionada para abordar questões históricas que afetam a assistência médica especializada, tais como o aprimoramento do tratamento oncológico e a expansão do número de hospitais no país. 

Ao longo dos próximos quatro anos, o programa buscará estender a universalização de serviços essenciais no âmbito da rede pública, incluindo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192).

O investimento do Novo PAC na Saúde será dividido em cinco pilares principais: Atenção Primária, Atenção Especializada, Preparação para Emergências em Saúde, Complexo Industrial da Saúde e Telessaúde.

Vale destacar que o presidente Lula anunciou o Novo PAC em agosto deste ano, um programa que destinará um montante significativo de R$ 1,7 trilhão para projetos de infraestrutura econômica, social e urbana em todos os estados do Brasil.

O Novo PAC concentra seus investimentos em áreas essenciais para o SUS, priorizando serviços de saúde tanto na Atenção Primária quanto na Atenção Especializada. 

Além disso, a expansão dos serviços de saúde será acompanhada por investimentos em obras e na criação de novas unidades, especialmente em regiões caracterizadas por maior vulnerabilidade, visando assegurar o acesso à saúde para todos os cidadãos.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.