MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Concursos policiais: saiba o que faz a Rota da PM SP, que completa 53 anos

Você presta concursos policiais e pensa em fazer parte da Rota (Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar) da Polícia Militar de São Paulo? Corporação fez 53 anos

Agentes da Rota da PM SP
Agentes da Rota da PM SP - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 16/10/2023, às 22h50

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Você presta concursos policiais e pensa em fazer parte da Rota? Nesta segunda-feira, 16 de outubro, a Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (ROTA), unidade especializada da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMSP), celebrou seu 53º aniversário de dedicação ao combate ao crime e ao enfrentamento de situações de alta periculosidade.

Durante as festividades, a ROTA apresentou ao público o novo armamento que equipa os pelotões do 1º Batalhão de Policiamento de Choque (BPChq).  Os novos armamentos, adquiridos neste ano, já estão em uso pelos policiais militares do batalhão.

A grande novidade é a Metralhadora Leve Negev 762, que agora equipa todos os pelotões no patrulhamento tático diário. Além disso, foram adquiridos fuzis FN Scar 762, que dispõem de mira optrônica e abafador de som. Essas armas são utilizadas exclusivamente pelo atirador designado, um policial responsável por observar e garantir a segurança durante a operação do pelotão de ROTA.

Por meio de comunicação via rádio, o PM monitora toda a movimentação da operação no terreno e pode efetuar disparos de segurança em caso de perigo, evitando expor o pelotão durante as ações.

O tenente-coronel Leonardo Takahashi, comandante da ROTA, destacou a importância desses armamentos específicos para as operações de combate ao crime ultraviolento. "Com a evolução do patrulhamento tático, o atirador designado e operador de metralhadora leve vieram em um momento certo para apoiar a Polícia Militar na segurança pública", afirmou.

Homenagem ao soldado Patrick

Além das inovações no armamento, o aniversário da ROTA também foi marcado por uma emocionante homenagem ao soldado Patrick Bastos Reis, que perdeu a vida em julho durante um patrulhamento no Guarujá, vítima de criminosos. O evento reafirmou o compromisso da ROTA e de toda a Polícia Militar e Civil de São Paulo no combate ao crime organizado e na promoção da segurança pública.

O secretário de Segurança Pública de São Paulo, Guilherme Derrite, destacou o trabalho incansável da ROTA e de toda a tropa de elite. Ele mencionou a pronta resposta da ROTA, que durante 40 dias esteve na Baixada Santista combatendo o crime organizado em resposta ao ataque sofrido pelos policiais por meio da Operação Escudo.

Qual é o papel da Rota da PM SP?

A ROTA desempenha um papel fundamental no combate ao crime em situações de alta periculosidade, confrontos com criminosos armados, resgate de reféns e enfrentamento de quadrilhas violentas. Criada em 1970, a unidade se destaca por seu treinamento especializado e pela capacitação de seus policiais para lidar com situações de risco extremo.

É importante ressaltar que a atuação da ROTA é voltada para operações de alto risco e não deve ser confundida com a atuação geral da Polícia Militar de São Paulo, que abrange diversas funções relacionadas à segurança pública no estado. A ROTA, ao longo de seus 53 anos de história, tem desempenhado um papel relevante no combate à criminalidade em São Paulo, embora também tenha enfrentado críticas e controvérsias em relação a alegações de abuso de força em algumas situações.

Programas de policiamento da PM SP

A Polícia Militar do Estado de São Paulo conta com um conjunto de Programas de Policiamento voltados para garantir a eficácia das ações de polícia ostensiva e de preservação da ordem pública. Composto por seis programas distintos, cada um deles possui diretrizes específicas e busca atender às necessidades de segurança da população. Os aprovados em concursos policiais para soldado podem integrar os programas.

Saiba mais sobre cada um a seguir:

  • Programa de Policiamento Escolar: é uma atividade policial ostensiva direcionada à segurança dos estabelecimentos de ensino e do perímetro escolar predefinido. Através da Ronda Escolar, os policiais realizam constantes rondas nas escolas da área geográfica sob sua responsabilidade, estabelecendo uma relação próxima com professores e alunos, proporcionando maior segurança e tranquilidade para a comunidade escolar.
  • Programa de Forças Táticas: consiste em uma fração de força de patrulha reforçada, treinada para ações táticas de polícia ostensiva e preservação da ordem pública. Essas forças atuam em situações que exigem maior intensidade de policiamento, como a prevenção setorizada, repressão ao crime organizado, eventos de grande importância, controle de tumultos e restauração da ordem pública. Utilizando viaturas de maior porte e equipamentos especializados, as Forças Táticas coordenam suas ações com os demais programas de policiamento ostensivo.
  • Programa de Radiopatrulha – Atendimento "190": é considerado prioritário e se aplica a todas as Organizações Policiais Militares (OPMs) territoriais em todos os municípios do estado. Nesse programa, as viaturas e equipes de policiais militares são responsáveis pelo patrulhamento preventivo e repressivo imediato em um ou mais subsetores ou municípios, atendendo às ocorrências habituais. O objetivo principal é garantir a presença, observação e intervenção rápida em situações de emergência, sendo acionado pelo número de emergência 190.
  • Programa de Policiamento com Motocicletas - ROCAM: foi desenvolvido para lidar com a complexidade do trânsito nas grandes cidades e combater delitos que envolvem o uso de motocicletas como meio de transporte. Com base em inteligência policial e análise de indicadores de criminalidade, as equipes da ROCAM atuam principalmente em grandes corredores de trânsito e áreas de interesse da segurança pública. O programa possui três modos de atuação: patrulha dedicada à via, patrulha por área e policiamento integrado com motocicleta.
  • Programa de Policiamento de Trânsito: prioriza a prevenção de delitos nos principais cruzamentos da cidade e a fluidez do tráfego. Além de fiscalizar o trânsito, os policiais militares desse programa recebem instruções sobre legislação de trânsito e técnicas operacionais para um melhor desempenho na atividade. Em pontos estrategicamente selecionados, o programa atua também na redução de índices criminais e realiza operações específicas de combate ao uso de álcool por condutores e fiscalização do transporte de produtos perigosos.
  • Programa de Policiamento Comunitário: visa à maior integração do policial militar com a comunidade. Desde 1997, esse programa adotou a filosofia do policiamento comunitário, incentivando a participação dos cidadãos na segurança e prevenção local. Por meio de bases comunitárias de segurança, postos policiais e viaturas de apoio, a Polícia Militar estabelece uma presença próxima das comunidades, promovendo ações conjuntas de análise de problemas e organização.

Função da Polícia Militar

As principais funções da corporação incluem:

  • a prevenção e repressão de crimes;
  • a manutenção da segurança e tranquilidade da população;
  • a garantia do cumprimento das leis; e a
  • preservação do patrimônio público.

No Brasil, a previsão legal para a existência e atuação da Polícia Militar consta na Constituição Federal de 1988. O artigo 144 da Carta Maior estabelece a segurança pública como dever do Estado e define os órgãos responsáveis por essa função. Entre eles, estão as Polícias Militares dos Estados e do Distrito Federal, que são organizadas e mantidas por cada ente federativo.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Concursos e Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.