MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Conheça alimentos que MELHORAM a memória para o trabalho ou estudos

Estudar para concurso público exige um esforço cognitivo intenso, assim como algumas atividades profissionais. O consumo de alimentos que melhoram a memória pode ser um aliado valioso

Desenho de uma cabeça com alimentos formando o cérebro e fundo preto
Desenho de uma cabeça com alimentos formando o cérebro e fundo preto - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 08/08/2023, às 18h30

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Se preparar para um concurso público exige um esforço cognitivo intenso, assim como algumas atividades laborais, e o consumo de alimentos que melhoram a memória pode ser um aliado valioso para estudar e também trabalhar.

De acordo com informações baseadas em estudos da área da saúde, o JC traz uma lista de 10 alimentos que podem turbinar a memória e melhorar suas habilidades cognitivas, ajudando a alcançar melhores resultados na vida profissional, bem como na caminhada rumo à posse.

Ao incluir esses alimentos em sua dieta, você estará fornecendo nutrientes essenciais para o bom funcionamento do cérebro, contribuindo não só para a melhora da memória, mas também da concentração e da capacidade de aprendizado, fatores cruciais para se sair bem nos concursos públicos. Lembre-se de aliar uma dieta balanceada a um estilo de vida saudável e exercícios regulares.

+NÃO cai no GOLPE do empréstimo: saiba consultar se financeira é credenciada ao BC

Espinafre, Brócolis e Hortaliças de Coloração Verde-Escura

Essas hortaliças não podem faltar no seu cardápio. Repletas de substâncias parceiras do sistema nervoso, como a luteína, elas são essenciais para a saúde cerebral. A luteína, presente principalmente no espinafre, demonstrou em estudos estar associada a uma memória e raciocínio mais afiados. Além disso, verduras como couve, rúcula e brócolis também oferecem ácido fólico, importante para a proteção da massa cinzenta e redução do risco de demências.

Abacate

Apesar de suas calorias, o abacate é rico em vitaminas B6, B12, C e E, selênio, luteína e colina, substâncias fundamentais para os neurônios. A gordura monoinsaturada presente no abacate protege as artérias e melhora o fluxo sanguíneo para o cérebro, auxiliando na concentração e no aprendizado.

Suco de Uva

O consumo diário de suco de uva roxa integral, rico em polifenóis, demonstrou melhorar a função cognitiva em estudos com idosas. Os polifenóis têm a capacidade de penetrar a barreira hematoencefálica e inibir danos causados pelo excesso de radicais livres, estimulando novas conexões entre as redes de neurônios.

Azeite de Oliva

O azeite de oliva contém oleocantal, uma substância que reduz o risco de Alzheimer. Sua gordura monoinsaturada e antioxidantes contribuem para a proteção da memória. Pesquisas mostraram que o óleo de azeitona evita a proliferação das placas beta-amiloides associadas à destruição dos neurônios.

+Dinheiro esquecido: R$ 7 bilhões disponíveis; Veja como acessar valores de falecidos

Chá verde

O chá verde é conhecido por sua ação neuroprotetora devido à presença de epigalocatequina galato (EGCG), um potente antioxidante. Estudos indicaram que o consumo cotidiano de chá-verde combate o declínio cognitivo em idosos, evitando deposição de placas ligadas ao Alzheimer.

Peixe

Peixes como salmão, atum e sardinha, ricos em ômega-3, são essenciais para a conexão entre neurônios, facilitando a plasticidade sináptica, produção de neurotransmissores e ação anti-inflamatória. O ômega-3 também tem sido associado à prevenção do Alzheimer.

Nozes, Castanhas e afins

O selênio e as gorduras boas presentes em oleaginosas como nozes, castanhas e amêndoas protegem a memória e interferem nas ondas cerebrais relacionadas ao aprendizado e retenção de informações.

Chocolate Amargo

O cacau presente no chocolate amargo oferece antioxidantes e melhora a circulação sanguínea. A teobromina, cafeína e outros compostos estimulantes presentes no cacau têm efeitos positivos na memória, cognição e atenção.

Ovo

A gema do ovo é rica em luteína e colina, importantes para a memória e aprendizado. A colina é essencial para a formação do neurotransmissor acetilcolina, que regula o aprendizado no córtex cerebral.

Café

A cafeína presente no café está associada à proteção contra demências, por isso está entre os alimentos que melhoram a memória. Pesquisas indicam que a cafeína pode diminuir os níveis de placas beta-amiloides relacionadas ao Alzheimer. Consuma com moderação para evitar efeitos adversos.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.