MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Data definida! Passagens aéreas devem ficar mais baratas após programa do governo federal

Anúncio vai coincidir com o período de maior movimento nos aeroportos. Nova lógica de preços deve estabelecer um percentual de bilhetes por voo que não será sujeito aos habituais reajustes

Expectativa é que a medida proposta contribua para tornar as viagens mais acessíveis e previsíveis
Expectativa é que a medida proposta contribua para tornar as viagens mais acessíveis e previsíveis - Agência Brasil
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 08/12/2023, às 12h32

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Após intensas negociações com as companhias aéreas, o governo se prepara para apresentar uma medida aguardada pelos passageiros: a criação de cotas de passagens mais baratas por voo. A iniciativa, que está em fase final de negociação, tem o potencial de proporcionar alívio financeiro aos viajantes, evitando os frequentes e significativos reajustes de preço conforme a data da viagem se aproxima.

A expectativa é que o anúncio formal seja feito no próximo dia 20, durante uma coletiva de imprensa conduzida pelo ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, em conjunto com representantes de duas empresas aéreas. A escolha da data, 20 de dezembro, visa coincidir com o período de maior movimento nos aeroportos, marcado pelas férias escolares e a proximidade das festividades de fim de ano.

A nova lógica de preços deve estabelecer um percentual de bilhetes por voo que não será sujeito aos habituais reajustes, proporcionando aos passageiros uma maior estabilidade tarifária. Atualmente, é comum observar consideráveis variações nos preços das passagens em curtos períodos, causando desconforto aos consumidores.

Expectativa é que a medida proposta contribua para tornar as viagens mais acessíveis e previsíveis

O ministro Silvio Costa Filho vem conduzindo diálogos com as companhias aéreas nos últimos meses, culminando em um ponto consensual para a implementação da medida. No mês passado, o ministro já havia anunciado o compromisso das empresas apresentarem um plano para a redução dos preços das passagens.

"Realizamos reuniões com as companhias aéreas, as quais se comprometeram a elaborar um plano para que possamos buscar a redução do custo das passagens no Brasil", declarou o ministro em coletiva de imprensa.

Diante do aumento global nas tarifas aéreas, o governo ressalta a importância de impedir aumentos abusivos que prejudicam a população brasileira. De acordo com dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o preço médio das tarifas em agosto era de R$ 649,17. A expectativa é que a medida proposta contribua para tornar as viagens mais acessíveis e previsíveis para os cidadãos brasileiros.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.