MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Fabricação de veículos no Brasil cresce 1,3% em 2023, aponta levantamento

Segundo levantamento da Anfavea divulgado nesta quarta-feira (10) a fabricação de veículos registrou aumento de 1,3% em 2023; Saiba os detalhes

Veículos em pátio
Veículos em pátio - Canva
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 10/01/2024, às 13h39

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Em 2023, a fabricação de veículos registrou um aumento de 1,3%, atingindo 2,20 milhões de unidades, conforme revelado nesta quarta-feira (10) pela Associação Nacional de Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). Essa cifra representa uma queda em relação às 2,37 milhões produzidas no mesmo período do ano anterior. 

A Anfavea expressa a visão de que os resultados poderiam ter sido mais positivos se as exportações não tivessem declinado em 16%, ao mesmo tempo em que as importações experimentaram um aumento de 29%.

📲 Junte-se ao canal de notícias do JC Concursos no WhatsApp

Os dados apontam que a produção de caminhões e ônibus sofreu uma queda significativa de 37,5%, atribuída aos custos mais elevados associados às novas tecnologias de controle de emissões implementadas para atender aos requisitos da etapa P8 do Proconve, em vigor desde janeiro de 2023.

Em contrapartida, as vendas de veículos novos apresentaram um crescimento de 11,2% em 2023, totalizando 2,18 milhões de unidades emplacadas em comparação com as 2,10 milhões do ano anterior. Considerando também caminhões e ônibus, os emplacamentos de autoveículos atingiram 2.309 mil unidades, representando um aumento de 9,7% em relação a 2022.

+ Novas regras para CPF: Receita Federal atualiza instruções normativas

Aumento de emplacamentos em 2023

A Anfavea destaca que a média diária de emplacamentos aumentou consistentemente ao longo de 2023, alcançando 12,4 mil unidades/dia em dezembro, o melhor resultado dos últimos quatro anos. 

Esse desempenho positivo no último mês foi impulsionado principalmente pelas locadoras, que adquiriram 75 mil unidades, superando em 30 mil a média do ano anterior. Outro fator contribuinte foi a promoção de vendas de modelos híbridos e elétricos antes do retorno do Imposto de Importação no início deste ano.

Queda nas importações 

As exportações, por sua vez, diminuíram 16% de janeiro a dezembro de 2023, totalizando 403,9 mil unidades comercializadas no mercado externo, em comparação com 480,9 mil no mesmo período do ano anterior. A redução foi atribuída à diminuição das vendas em países como Argentina (-16%), Chile (-57%) e Colômbia (-53%).

Expectativa para 2024

Para o ano de 2024, a Anfavea estima um crescimento de 6,1% nas vendas (2,45 milhões de unidades), 6,2% na produção (2,47 milhões) e 0,7% nas exportações (407 mil unidades). 

O presidente da entidade, Márcio de Lima Leite, destaca a perspectiva positiva para o setor automotivo brasileiro, atribuindo-a ao crescimento esperado do mercado interno, da produção e à implementação da Medida Provisória nº 1.205, que instituiu o Programa Mover. 

Ele descreveu, para a Agência Brasil, essa política como moderna e inteligente, proporcionando previsibilidade à cadeia automotiva e favorecendo investimentos em descarbonização, pesquisa e desenvolvimento, além de impulsionar a neoindustrialização.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.