MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Home office no Banco do Brasil: quais são as mudanças propostas pelos servidores?

Os servidores do Banco do Brasil (BB) debatem as formas de organizar o home office entre os trabalhadores do banco

Home office no Banco do Brasil: quais são as mudanças propostas pelos servidores?
Divulgação
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 14/03/2023, às 11h24

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Em reunião realizada na última segunda-feira (13), a Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB) e a empresa discutiram pela primeira vez sob a nova gestão do Banco do Brasil (BB). O assunto abordado na mesa de negociação foi o teletrabalho remoto institucional (TRI).

Nesta reunião, o banco acolheu as nossas pautas, que é aumentar o público que pode acessar o teletrabalho e as áreas habilitadas, com estrutura para que o funcionário possa realizar suas atividades de casa. O BB também se comprometeu a, nos próximos dias, marcar uma nova data para apresentar avanços nesse sentido”, explica Fernanda Lopes, representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) na CEBB, para o site da instituição. 

+Novo aplicativo Bolsa Família está disponível; Cuidado para não baixar app errado

Na última mesa de negociação sobre home office, realizada em novembro do ano passado, representantes do banco informaram que apenas 9.849 funcionários estavam trabalhando remotamente até aquele momento.

Ontem, o BB informou que, atualmente, cerca de 14 mil funcionários estão com acordos assinados para exercer o teletrabalho. “Nós ainda temos espaço para avançar significativamente na implementação do home office”, destaca Fernanda Lopes. 

O BB tem muitas áreas onde é possível que o funcionário trabalhe de casa, estamos falando dos escritórios, da Centrais de Relacionamento do Banco do Brasil (CRBB), da área de serviço de atendimento ao cliente (SAC) e os cargos de gerência”, explica.

+Faça sua aposta: Mega-Sena sorteia prêmio acumulado em R$ 16 milhões nesta terça

Segundo as normas atuais, o home office pode ser realizado em apenas dois dias por semana, o que equivale a menos de 50% dos dias úteis. Por esse motivo, os funcionários não têm direito a receber a ajuda de custo prevista no novo Acordo Coletivo de Trabalho. 

Além disso, cada departamento pode ter, no máximo, 30% dos trabalhadores em home office por dia, considerando as ausências programadas, como férias e abonos.

Segundo o banco, o próximo passo será apresentar um plano para consolidar as demandas do movimento sindical, que será submetido ao Conselho Diretor (CD) para aprovação das medidas.

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.