MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Inflação semanal sobe em abril, mas indica uma tendência de queda; Entenda o motivo

De acordo com o FGV-Ibre, a inflação semanal apresentou queda na maioria dos componentes pesquisados, mesmo com o índice subindo na última parte de abril

Victor Meira | victor@jcconcursos.com.br
Publicado em 02/05/2022, às 09h00

None
Freepik
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

A inflação semanal, que é medida através do IPC-S (Índice de Preços no Consumidor - Semana), subiu 1,08% na quarta quadrissemana de abril. Com este resultado, o índice acumulado chega a 10,61% e ainda revela que o Brasil continua com uma inflação que incomoda o bolso do brasileiro. Apesar disso, o indicador mostra que a pressão inflacionária no país apresenta uma tendência de arrefecimento. 

Os dados foram divulgados, na manhã desta segunda-feira (02), pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV-Ibre).

Dados sobre a inflação semanal
Divulgação FGV-Ibre

 

Na pesquisa desta semana, cinco das oito classes de despesas estudadas apresentaram queda em suas taxas de inflação. Com isso, o componente que mais influenciou no arrefecimento nos preços foi a classe do grupo de Habitação, em que a taxa de variação passou de 0,61% na terceira quadrissemana de abril para um recuo de 0,69% na atual.

+São Paulo promove ações especiais para jovens tirar Título de Eleitor dentro do prazo; Entenda

Em Habitação, os economistas do FGV-Ibre destacam o comportamento dos gastos com eletricidade residencial, cujo preço apresentou uma queda de 6,78% nesta semana, ante a variação negativa de 2,08% na edição anterior do IPC-S.

Além da Habitação, a pesquisa mostra que houve decréscimo na taxa de variação nos seguintes grupos:

  • Transportes (2,86% para 2,13%); 
  • Alimentação (1,82% para 1,58%);
  • Despesas Diversas (0,84% para 0,70%); 
  • Comunicação (0,01% para -0,02%). 

Nas classes citadas acima, os pesquisadores chamam a atenção para a redução nos preços nos seguintes itens: gasolina (5,45% para 3,19%), hortaliças e legumes (11,50% para 9,10%), serviço religioso e funerário (0,52% para 0,19%) e mensalidade para internet (-0,20% para -0,40%).

Por outro lado, os grupos Educação, Leitura e Recreação (1,86% para 2,51%), Saúde e Cuidados Pessoais (0,80% para 1,14%) e Vestuário (1,11% para 1,26%) registraram crescimento na inflação semanal. 

Os principais destaques para o avanços dos preços foram para  passagem aérea (10,50% para 14,38%), medicamentos em geral (2,61% para 4,12%) e roupas femininas (0,99% para 1,42%).

*com informações do FGV-Ibre

+++Acompanhe as principais informações, como a inflação semanal, sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.