MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Inscrição aberta para formação em cibersegurança; Profissão paga ótimo salário

Considerado o maior programa gratuito de formação em cibersegurança, o Hackers do Bem tem 30 mil vagas disponíveis e prepara para mercado de trabalho promissor. Veja requisitos

Pessoa com capuz usa notebook
Pessoa com capuz usa notebook - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 07/01/2024, às 22h09

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Em resposta à crescente evolução das ameaças cibernéticas e à escassez de profissionais capacitados, o programa "Hackers do Bem" anuncia a abertura das inscrições para a formação em cibersegurança. Em parceria com o SENAI, o curso gratuito de dois anos visa capacitar 30 mil profissionais para atuar na área, enfrentando o déficit global de especialistas em segurança digital.

Com a transformação digital em curso e a demanda crescente por profissionais de cibersegurança, o programa busca suprir a carência de talentos no setor. De acordo com o relatório Cibersecurity Ventures, estima-se que até 2025 haverá 3,5 milhões de postos em cibersegurança não preenchidos em todo o mundo.

+Concurso do INSS paga salário a candidatos já no curso de formação; Veja valor

Inscrições e requisitos

As inscrições estão abertas e podem ser realizadas diretamente na página do programa. Não é necessário ter experiência prévia. Estudantes do ensino médio, técnico ou superior, incluindo aqueles sem familiaridade com tecnologia, podem se inscrever. Além disso, profissionais da área de TI em busca de especialização e aqueles interessados em migrar para o setor também são bem-vindos.

As aulas online iniciarão em 22 de janeiro, com previsão de conclusão até o final de 2025. Porém, a cada etapa concluída, serão fornecidos certificados para que os alunos possam ter oportunidades no mercado de trabalho.

Hackers do Bem: saiba mais sobre o programa

Com 30 mil vagas disponíveis, o programa tem como missão desenvolver recursos humanos qualificados em cibersegurança. Ele é financiado com recursos do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), sendo executado pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de São Paulo (Senai-SP).

A diretora de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação da RNP, Iara Machado, destaca a preocupação com o déficit de profissionais na área. “Temos vários estudos que mostram que temos um déficit de profissionais. A projeção é assustadora. Essa área de cibersegurança é fundamental para a transformação digital. E junto com essa transformação, vêm os riscos e os problemas do uso”, afirma.

+Governo decreta luto oficial de 3 dias por morte do Zagallo; Trabalhador tem folga?

Estrutura do curso 

O programa é composto por cinco módulos ou "trilhas" de formação:

  • nivelamento;
  • básico;
  • fundamental;
  • especialização; e
  • residência (presencial).

A formação envolve aulas online e atividades interativas, estruturadas pela Escola Superior de Redes (ESR). Ao longo de todo o programa, também haverá acompanhamento de especialistas no setor. 

“O programa tem várias etapas, e vai entregando pessoas ao mercado com vários níveis de qualificação. É uma capacitação 100% free, sem custos. O que precisa é ter um tempo para se dedicar, acompanhar e fazer exercícios. Isso abre uma porta para muitas pessoas que querem ingressar na carreira”, afirma Machado.

Além da formação, o Hackers do Bem tem como objetivo construir um hub nacional de cibersegurança, conectando profissionais formados na área.

Vantagens da profissão

Segundo a RNP, o Hackers do Bem é o maior programa 100% gratuito de capacitação em cibersegurança do país. Entre as vantagens da profissão estão:

  • Demanda: Terão pelo menos 3.5 milhões de vagas em cibersegurança não preenchidas no mundo todo até 2025;
  • Remuneração em alta: O salário para profissionais de segurança da informação no Brasil é de, em média, R$ 7.338 por mês.
  • Carreira em ascensão: O gap de profissionais de cibersegurança teve aumento de 26% no mundo em 2022.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.