MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | saúde | Sociedade | youtube jc

Lula promete tornar Auxílio Brasil de R$ 600 permanente caso seja eleito

Durante entrevista para jornal, o ex-presidente Lula (PT) afirmou nesta terça-feira (12), que pretende tornar o Auxílio Brasil de R$ 600 permanente; veja

Jean Albuquerque | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 12/07/2022, às 17h48

Ex-presidente Lula durante evento
Ex-presidente Lula durante evento - Divulgação - Lula promete tornar permanente o Auxílio Brasil de R$ 600
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Em entrevista publicada no jornal Correio Braziliense nesta terça-feira (12) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que, caso seja eleito em 2022, tornaria o Auxílio Brasil de R$ 600 permanente para às famílias de baixa renda do país. Saiba mais detalhes.  

“Eu quero manter. O PT queria que o auxílio fosse de 600 reais já em 2020. Bolsonaro que fez uma coisa engraçada: criou uma série de benefícios em período eleitoral que duram até dezembro. Depois disso, vale a palavra do Bolsonaro, que não vale nada, como o mundo sabe, porque todo mundo sabe que ele é um mentiroso”, afirmou o petista. 

O ex-presidente afirmou ainda ao jornal que o Partido dos Trabalhadores (PT) votará a favor da PEC dos benefícios sociais, que foi proposta pelo governo federal para ajudar as famílias que sofrem com a constante alta da inflação. “Se essa verba chegar para o povo, o povo tem mais que pegar o dinheiro — o PT não vai ser contra auxílio — e depois votar com sua consciência”.

+++ Recebeu o novo cartão do Auxílio Brasil com função débito? Saiba como cadastrar a senha

Lula está de passagem por Brasília e participará de ato público 

O petista chega hoje a Brasília para participar de um ato público na capital do país. Além de cumprir agenda com empresários e segmentos da economia. O candidato ao Palácio do Planalto tenta desconstruir o antipetismo ao dizer que o seu intuito é reconstruir o país. 

Além de citar a manutenção do auxílio de R$ 600, o líder nas pesquisas de intenção de voto afirma que seu compromisso é tirar o Brasil do Mapa da Fome da ONU. "Isso é um compromisso de vida. É a prioridade.", disse na mesma entrevista. 

Em relação aos ataques sofridos pelo bolsonarismo e quem o apoia, forte polarização política no país e ataques ao processo eleitoral, o petista defende que "Bolsonaro faz um discurso violento, cheio de bravata, bem típico de um covarde, que tenta estimular a violência no país". Também chama o atual presidente de "mentiroso".

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil
Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.