MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Lula volta a criticar taxa de juros e expressa otimismo sobre crescimento da economia

Presidente Lula visita polo automotivo Stellantis e defende crescimento econômico e inclusão social. Ele defendeu a priorização de políticas voltadas para a parcela mais vulnerável da sociedade

Lula defendeu a priorização de políticas voltadas para a parcela mais vulnerável da população
Lula defendeu a priorização de políticas voltadas para a parcela mais vulnerável da população - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 06/06/2023, às 22h02

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Nesta terça-feira (6), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizou uma visita ao polo automotivo Stellantis, localizado em Goiana, Pernambuco. Durante a visita, Lula esteve presente no lançamento de uma nova linha de veículos do grupo, que abrange 14 marcas. 

Desde sua inauguração em 2015, o polo já produziu mais de 1,4 milhão de automóveis e desempenha um papel significativo na região, gerando cerca de 60 mil empregos diretos e indiretos.

Em seu discurso, Lula expressou otimismo em relação ao crescimento da economia nacional nos próximos anos. Ele enfatizou a importância de garantir crédito acessível e afirmou o compromisso de tratar o Nordeste de forma equânime em relação aos estados do Sul do país. 

+++ Economia em alta: Bolsa de Valores alcança máxima do ano; dólar despenca

Lula defendeu a priorização de políticas voltadas para a parcela mais vulnerável da população

Lula também criticou a taxa de juros vigente, que se encontra em 13,75%, questionando a ausência de justificativas históricas para os juros mais altos do mundo. Ele ressaltou a necessidade de oferecer credibilidade, estabilidade e previsibilidade como forma de atrair investidores, destacando a posição anterior do Brasil como a sexta maior economia do mundo durante seus mandatos anteriores, contrastando com a atual 12ª posição.

Além disso, o presidente defendeu a priorização de políticas voltadas para a parcela mais vulnerável da população, reforçando a importância de incluir o povo pobre no orçamento nacional. Segundo ele, quando as pessoas de baixa renda têm condições de adquirir alimentos e roupas, o comércio é impulsionado, resultando no funcionamento da indústria e na criação de empregos.

Esse ciclo positivo, de acordo com Lula, promove o crescimento econômico e beneficia a sociedade como um todo.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.