MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Medicamentos antivirais para Covid-19 são incluídos pelo SUS; veja como funciona

Os medicamentos para Covid-19 têm o potencial de reduzir o risco de complicações da doença. Os antivirais são os Nirmatrelvir e Ritonavir.

Pedro Miranda* | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 06/05/2022, às 21h38

Os medicamentos para Covid-19 têm o potencial de reduzir o risco de complicações da doença
Os medicamentos para Covid-19 têm o potencial de reduzir o risco de complicações da doença - Agência Brasil
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Dois medicamentos para tratamento de Covid-19 serão incluídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) para tratamento de pacientes com quadro leve ou moderado. A medida foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (5). Os antivirais são os Nirmatrelvir e Ritonavir. 

Os medicamentos antivirais para Covid-19 têm o potencial de reduzir o risco de complicações da doença, reduzindo assim as taxas de hospitalização. Esses medicamentos serão administrados a pacientes imunocomprometidos ou adultos com 65 anos de idade ou mais. Além disso, o tratamento só pode ser dado a casos confirmados e dentro de cinco dias do início dos sintomas.

A Comissão Técnica Nacional de Integração (Conitec), recomendou a inclusão desses medicamentos no SUS. O ministério tem agora 180 dias para disponibilizar o produto na rede pública.

+++Moraes suspende redução do IPI de produtos da Zona Franca de Manaus; entenda

Como funcionam os medicamentos antivirais para Covid-19?

O nirmatrelvir e o ritonavir são dois medicamentos antivirais usados ​​juntos para tratar a doença. A combinação das medicações é administrada por via oral para pacientes com Covid-19 leve a moderado que não estão hospitalizados, têm alto risco de complicações e não precisam de oxigênio suplementar.

Nirmatrelvir é uma molécula inibitória de uma importante enzima da SARS-CoV-2. Dessa forma, o medicamento impede que o vírus se multiplique e, assim, tem atividade efetiva contra o vírus Covid-19 e outros coronavírus. Por sua vez, o ritonavir inibe a ação das enzimas que degradam o nirmatrelvir. Assim, ajuda o nirmatrelvir a permanecer no sangue por mais tempo, aumentando assim seus efeitos.

No mês passado, o Ministério da Saúde incorporou o medicamento baricitinibe para casos graves da Covid-19. Diversos medicamentos de ponta contra a doença já são adotados em países da União Europeia, Reino Unido e nos Estados Unidos.

*Estagiário sob supervisão do jornalista Jean Albuquerque

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.