MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

MP do novo Bolsa Família será apresentada após viagem de Lula aos EUA; veja detalhes

O programa Bolsa Família do Brasil exige que os beneficiários sigam regras específicas. Nova versão do programa deve incluir uma série de critérios que haviam sido extintos no governo anterior

Vacinação de crianças volta a ser critério para acesso ao Bolsa Família
Vacinação de crianças volta a ser critério para acesso ao Bolsa Família - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 08/02/2023, às 19h18

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O presidente Lula deverá fazer uma viagem aos Estados Unidos na próxima sexta-feira (10). Nesse sentido, o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, revelou nesta terça-feira (7) que a Medida Provisória para restabelecer o Bolsa Família deve ser anunciada na próxima semana após o retorno de Lula do exterior.

O programa Bolsa Família do Brasil exige que os beneficiários sigam regras específicas. Esses critérios incluem manter-se atualizado sobre as vacinas, assim como frequência escolar. O desafio é garantir que as famílias saiam da extrema pobreza, pois esse é o critério que determina o pagamento da bolsa. O assunto será tratado pelo ministro Wellington Dias.

A Caixa Econômica Federal realizou uma cerimônia em Brasília com a presença do ministro. Foi anunciado que os beneficiários dos cartões do Bolsa Família também poderão contar com a opção de débito, além do saque, no cartão do benefício.

+++ Bolsa Família 2023: beneficiários receberão cartão com função débito. Saiba mais

Vacinação de crianças volta a ser critério para acesso ao Bolsa Família

A vacinação das crianças voltará a ser um dos critérios para obtenção do Bolsa Família, assim como para manutenção do benefício. Lula indicou que o programa será relançado e que medidas importantes devem ser tomadas para o retorno dos beneficiários a fim de manter o acesso ao programa.

“Primeiro, as crianças de até 6 anos de idade vão receber R$ 150 reais a mais. Segundo, as crianças têm que estar na escola. Se não estiverem na escola, a mãe perde o auxílio. Terceiro, as crianças têm que ser vacinadas. Se não tiverem atestado de vacina, a mãe perde o benefício”, destacou.

Outra condição para o recebimento do benefício é que a gestante seja submetida a todos os procedimentos médicos de rotina. “Tem que fazer todos os exames que a medicina exige para que ela possa ter uma criança que nasça robusta, forte e bonita como eu”, brincou o presidente em cerimônia no Rio de Janeiro.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.