MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Otan convoca 90 mil soldados para exercício militar; o maior desde a Guerra Fria

Esta convocação é a maior desde 1988, durante a Guerra Fria, quando a Otan mobilizou 125 mil soldados. As tropas simularão uma invasão russa a um dos países membros da Otan

A Otan planeja mobilizar mais de 1.200 veículos de combate
A Otan planeja mobilizar mais de 1.200 veículos de combate - Canva/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 18/01/2024, às 17h11 - Atualizado às 17h36

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

Em uma medida sem precedentes desde a Guerra Fria, a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) anunciou hoje a convocação de 90 mil soldados de países membros e da Suécia para participar de exercícios conjuntos. Essa mobilização histórica visa fortalecer a capacidade da aliança diante de um cenário simulado de "ataque russo", revelou o comandante-geral da Otan na Europa, o general Christopher Cavoli.

Os exercícios estão programados para iniciar na próxima semana e se estenderão até meados de maio, contando com a participação de militares suecos, país que, embora ainda não seja membro da Otan, formalmente solicitou ingresso na aliança.

📲 Junte-se ao canal de notícias do JC Concursos no WhatsApp

O comandante afirmou que a demonstração destaca a capacidade da Otan em reforçar as regiões do Atlântico e da Europa com um movimento transatlântico de forças. 

Embora o general Cavoli tenha enfatizado que as manobras não têm uma motivação específica, sendo parte dos exercícios anuais da aliança, ele reconheceu que esta convocação é a maior desde 1988, durante a Guerra Fria, quando a Otan mobilizou 125 mil soldados.

Otan planeja mobilizar mais de 1.200 veículos de combate

Durante os treinamentos, as tropas simularão uma invasão russa a um dos países membros da Otan, destacando a importância estratégica de aprimorar a capacidade de resposta da aliança diante de possíveis ameaças. Em uma das simulações, os militares treinarão um deslocamento rápido para a Polônia, país membro e vizinho da Ucrânia.

A Otan planeja mobilizar mais de 1.200 veículos de combate, incluindo 50 navios, mais de 80 caças, helicópteros e drones, além de pelo menos 1.100 veículos de combate terrestre. A aliança, composta por 31 países do Ocidente, prevê que uma invasão a qualquer membro acionará automaticamente uma resposta conjunta de todas as tropas do grupo.

Este anúncio ocorre em meio às crescentes tensões entre a Otan e a Rússia, que intensificou os ataques aéreos em grandes cidades da Ucrânia nos últimos meses. Desde a invasão russa à Ucrânia em fevereiro de 2022, as relações entre a Rússia e a Otan se deterioraram, com a Otan acusando a Rússia de agressão. O conflito também influenciou a decisão da Finlândia de ingressar na Otan, dobrando as fronteiras entre a aliança e a Rússia.

A Otan foi fundada em resposta à ameaça percebida da expansão soviética na Europa após a Segunda Guerra Mundial. Os seus membros fundadores foram os Estados Unidos, o Reino Unido, a França, a Itália, o Canadá, o Portugal, a Noruega, a Dinamarca, a Islândia e a Bélgica. A OTAN cresceu ao longo dos anos e agora conta com 30 membros, incluindo 27 países da Europa e três da América do Norte.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.