MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Preço da carne pode ter nova queda surpreendente com aumento de produção no Brasil

A produção de carnes bovina, suína e de aves no Brasil está prestes a atingir números históricos, o que deve baratear os preços das carnes para o consumidor

Pedaços de carnes
Pedaços de carnes - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 30/07/2023, às 19h42

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A produção de carnes bovina, suína e de aves no Brasil está prestes a atingir números históricos, de acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Com uma estimativa de 29,6 milhões de toneladas de carnes previstas para este ano, a perspectiva é de que o mercado nacional experimente uma queda nos preços das carnes, beneficiando os consumidores brasileiros.

O recorde de produção é encabeçado pelos suínos, que devem alcançar a marca de 5,32 milhões de toneladas em 2023, representando um aumento de 2,7% em comparação ao ano anterior. Esse volume representa a maior produção já registrada no país para esse segmento.

Em relação aos bovinos, a produção deve atingir cerca de 9 milhões de toneladas, o que significa um aumento de 4,5%. Esse crescimento era esperado, dada a ocorrência do ciclo pecuário, que implica em um maior abate de fêmeas e, consequentemente, em uma maior oferta de carne no mercado.

Para as aves, a previsão é de uma produção de 15,21 milhões de toneladas, o que representa um aumento de 2,9%. Além disso, as notícias de surtos de gripe aviária em diversas partes do mundo, como Europa, Japão e Estados Unidos, têm aumentado a demanda pela carne brasileira. Vale destacar que o Brasil, até o momento, mantém-se livre dessa doença na produção comercial.

+Vereadores aprovam reajustes salariais de até 199% em SP, mesmo com protestos; Veja cidades

Benefício para o consumidor e exportação

O presidente da Conab, Edegar Pretto, em entrevista ao programa "A Voz do Brasil" na última sexta-feira (28), destacou que o aumento na produção trará reflexos positivos para os consumidores brasileiros, com a possibilidade de queda nos preços da carne. Pretto afirmou que a expectativa é de que haja um aumento no consumo da proteína animal, especialmente em churrascos, que são uma parte importante da cultura nacional.

Além disso, o aumento da produção também reflete nas exportações, prevendo-se que as exportações de carnes atinjam um recorde superior a 9 milhões de toneladas. Essa expansão do mercado externo é vista como uma oportunidade para o Brasil produzir mais, gerando, consequentemente, mais empregos no país.

No entanto, é importante ressaltar que, mesmo com o crescimento das exportações, a disponibilidade de carnes no mercado doméstico também será elevada em 2,4%, alcançando a marca de 20,44 milhões de toneladas, a segunda maior da série histórica, o que poderá contribuir para manter os preços atrativos no cenário interno.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.