MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Preços das hortaliças apresentam queda nas Ceasas pelo Brasil

A queda dos preços foi observada em setembro em comparação com o mês de agosto. As temperaturas mais altas aumentaram o consumo de laranja e melancia

Exportações de frutas totalizaram 694 mil toneladas, com um total de US$ 794,8 milhões
Exportações de frutas totalizaram 694 mil toneladas, com um total de US$ 794,8 milhões - Agência Brasil
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 19/10/2023, às 18h42

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

De acordo com o 10º Boletim do Programa Brasileiro de Modernização do Mercado Hortigranjeiro (Prohort), divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), hortaliças como alface, batata, cenoura e cebola estão com preços mais baixos nas Centrais de Abastecimento (Ceasas). A queda dos preços foi observada em setembro em comparação com o mês de agosto.

A cebola teve a maior queda na média ponderada de preços, mesmo com menor quantidade disponível nos mercados. A produção pulverizada pelo país contribuiu para preços mais baixos, com a oferta mais próxima dos centros consumidores e menores custos de logística.

A batata também teve uma queda contínua e unânime nas cotações, resultado da intensificação da safra de inverno em todo o país, com mais de 100 mil toneladas comercializadas nas 11 centrais de abastecimento. A alface registrou uma queda menos intensa nos preços devido a fatores climáticos que afetaram tanto a oferta quanto a demanda do produto.

Exportações de frutas totalizaram 694 mil toneladas, com um total de US$ 794,8 milhões

Embora a cenoura tenha tido uma queda na média ponderada, essa tendência não foi uniforme em todos os mercados pesquisados. A oferta deste produto foi menor no atacado em setembro, apesar das chuvas e temperaturas altas, o que resultou na perda de qualidade do produto e na queda de demanda.

O tomate não apresentou uma tendência uniforme de preços no atacado, variando conforme a oferta. No mercado de frutas, a banana e o mamão mantiveram a tendência de queda nos preços, devido a uma boa oferta.

O boletim também informou que as temperaturas mais altas aumentaram o consumo de laranja e melancia, intensificando a procura por essas frutas em setembro. Quanto à maçã, houve um aumento nas cotações e uma queda na comercialização na maioria das Ceasas, um comportamento tradicional para este período do ano.

Entre janeiro e setembro, as exportações de frutas totalizaram 694 mil toneladas, com um total de US$ 794,8 milhões em vendas. Isso representou um aumento de 5,14% e 19,04%, respectivamente, em comparação com o mesmo período do ano anterior. Banana e mamão tiveram menores volumes de exportação, enquanto houve aumento nas vendas de mangas, limões, melancias e abacates para o mercado externo.

+ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.