MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

"Queremos médicos brasileiros", diz Lula ao relançar programa Mais Médicos

Programa Mais Médicos para o Brasil foi relançado nesta segunda-feira (20) em cerimônia no Palácio do Planalto; governo irá investir R$ 712 milhões

Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante cerimônia de lançamento do Mais Médicos para o Brasil
Presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) durante cerimônia de lançamento do Mais Médicos para o Brasil - Agência Brasil - Mais Médicos
Jean Albuquerque

Jean Albuquerque

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 20/03/2023, às 17h51

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ao participar do relançamento do Mais Médicos para o Brasil, nesta segunda-feira (20), afirmou em publicação no Twitter, que o programa "volta com um cuidado excepcional. Queremos médicos brasileiros".

Além disso, o presidente ainda disse que "o que importa não é a nacionalidade do médico, é a do paciente: um brasileiro que precisa de Saúde e agora terá”. O antigo Mais Médicos, que mudou de nome já na abertura, conta com 15 mil novas vagas. 

O governo federal irá investir R$ 712 milhões apenas em 2023. Das vagas, 5 mil serão abertas por meio de edital lançado neste mês. Já as outras 10 mil serão ofertadas em formato de contrapartida de municípios, o que pode garantir menor custo às prefeituras, maior agilidade e condições de permanência.  

A ministra da Saúde, Nísia Teixeira, destacou durante a cerimônia realizada no Palácio do Planalto, que o governo tem se empenhado em fortalecer o programa, que ela classifica como essencial para o Sistema Único de Saúde (SUS) e para a sociedade brasileira.

+ Profissionais formados pelo Fies terão prioridade no programa Mais Médicos

Lula agradeceu aos profissionais de saúde

O presidente Lula (PT) agradeceu aos profissionais de Saúde do SUS por conta da condução durante a pandemia do novo coronavírus. "Não apenas minha, mas de milhões de brasileiros que tiveram a vida de seus entes mais queridos salva por esses profissionais, num dos momentos mais dolorosos da nossa história recente”. 

O chefe do executivo nacional ainda destacou que o país esteve gravemente doente nos últimos anos. "Hoje podemos dizer que a Saúde voltou, que o Mais Médicos voltou, que o Programa Nacional de Imunizações voltou. É urgente valorizar o que precisa ser valorizado. Não há investimento maior do que salvar uma vida”. 

“Ao completar 100 dias de governo, já teremos retomado as políticas públicas que criamos e que deram certo. E vamos fazer coisas novas. Com o povo mais saudável, andando de cabeça erguida e sorrindo, com todos os dentes na boca. Vamos fazer esse país muito melhor”, disse durante cerimônia. 

Conheça o Mais Médicos 

O programa foi criado em 2013 durante o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) e foi marcado pela contratação de médicos cubanos e, ainda, a inclusão de outras áreas da saúde, a exemplo de dentistas, enfermeiros e assistentes sociais, e promete priorizar profissionais brasileiros.

Única política assistencial presente em 100% dos municípios do Brasil, o Mais Médicos voltará a atender 96 milhões de brasileiros na atenção primária, sendo a porta de entrada do Sistema Único de Saúde (SUS).

Os editais do programa recebe inscrição de profissionais brasileiros e intercambistas, brasileiros formados no exterior ou estrangeiros. O governo destacou que médicos brasileiros formados no país têm preferência na seleção. 

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.