MenuJC Concursos
Busca
Notícias | | Aulas Grátis | Provas anteriores | Simulados | Empregos | Brasil

Salário mínimo para 2023 deve ter aumento abaixo da inflação; veja valor

O número divulgado mostra que o governo pretende apenas compensar a perda da inflação no período sem a valorização concreta do salário mínimo. Confira

Pedro Miranda* | redacao@jcconcursos.com.br
Publicado em 14/04/2022, às 21h48

Governo pretende compensar a perda da inflação no período, sem a valorização concreta do salário mínimo
Governo pretende compensar a perda da inflação no período, sem a valorização concreta do salário mínimo - Agência Brasil
WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmail

Com a divulgação do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias nesta quinta-feira (14) pelo Ministério da Economia foi possível ver a proposta do governo federal para o valor do salário mínimo em 2023. O número divulgado mostra que o governo pretende apenas compensar a perda da inflação no período, sem a valorização concreta do salário mínimo. O documento será enviado ao legislativo nesta quinta, o último dia do prazo legal.

Para 2023, o governo propôs o salário mínimo de R$ 1.294. O valor é 82 reais superior ao atual salário mínimo de 1.212 reais, ou 6,70% — número que segue a previsão do Ministério da Economia para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) deste ano, feita em março.

Para os próximos anos, o governo propõe um salário mínimo de R$ 1.337 em 2024 e R$ 1.378 em 2025. Esses valores são apenas para referência e podem ser alterados. De acordo com o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o salário mínimo atende 56,7 milhões de pessoas no Brasil, das quais 24,2 milhões são beneficiárias do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

A Lei de Orientação Orçamentária prepara o terreno para a aprovação do orçamento do próximo ano e, portanto, fornece previsões para os principais indicadores econômicos.

O salário mínimo ideal deveria ser muito maior, diz Dieese

O governo atual mudou a política de crescimento real (acima da inflação) implementada nos últimos anos, proposta pela presidente Dilma Rousseff e aprovada pelo Congresso. Entre 2011 e 2019, vigoraram políticas que ajustavam o salário mínimo às variações da inflação e do PIB, mas nem sempre foi superior à inflação.

Segundo cálculos do Diese, o valor do salário mínimo "essencial" deveria ser bem maior. Por exemplo, a entidade estimou em janeiro deste ano que o valor deveria ser de R$ 5.997,14. Esse valor equivale a 4,95 vezes o preço mínimo nacional atual, que subiu para 1.212 reais em janeiro de 2022.

Os cálculos do Dieese levam em conta os gastos mínimos com alimentação, moradia, saúde, educação, vestuário, saneamento, transporte, lazer e pensões para atender os trabalhadores de uma família de quatro pessoas.

*Estagiário sob supervisão do jornalista Jean Albuquerque

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google News e acompanhe nossos destaquesSociedadeBrasil

Comentários

Voltar ao topo

+Mais Lidas

JC Concursos, o seu Jornal dos Concursos de sempre. Imparcial, independente, completo.