MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Setor de serviços, um dos carros chefes da economia do Brasil, cresceu mais do que o esperado

O setor de serviços é um dos maiores empregadores do Brasil. O seu desempenho pode provocar um incremento nos empregos

Setor de serviços, um dos carros chefes da economia do Brasil, cresceu mais do que o esperado
Freepik
Victor Meira

Victor Meira

victor@jcconcursos.com.br

Publicado em 27/04/2023, às 14h51

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

O setor de serviços apresentou uma expansão de 1,1% em fevereiro deste ano, na comparação com o mês anterior, quando houve uma queda de 3%. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), por meio da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS).

O resultado superou as expectativas do mercado, que projetava uma alta de 0,5%. Na comparação com fevereiro de 2022, o setor apresentou um crescimento de 5,4%, mantendo uma sequência de 24 taxas positivas consecutivas. No acumulado do primeiro bimestre deste ano, a elevação foi de 5,7%, em relação ao mesmo período de 2022. Em 12 meses, o indicador acumula uma alta de 7,8%.

+INSS: novo grupo recebe aposentadorias HOJE (27); Saiba todas as datas

O gerente da pesquisa, Rodrigo Lobo, destacou que o setor de serviços brasileiro continua sendo impulsionado pelos desempenhos da tecnologia da informação e do setor de transportes. Além disso, os segmentos mais dinâmicos permanecem com bom desempenho, enquanto os mais afetados pela pandemia, principalmente aqueles que têm atividades presenciais, já superaram o longo distanciamento que tinham do período pré-pandemia.

De acordo com a pesquisa, das 27 unidades da federação, 20 tiveram crescimento no volume de serviços em fevereiro e acompanharam a alta de 1,1% observada no resultado nacional. Mato Grosso (7,7%) e Pernambuco (6,1%) foram os estados com maior impacto, seguidos por Pará (7,2%), Minas Gerais (0,8%) e Paraná (0,8%). As principais influências negativas do mês ficaram com São Paulo (-0,1%), Distrito Federal (-1,7%) e Rio Grande do Sul (-0,8%).

+Isenção do Enem: prazo para requisitar termina amanhã (28); Saiba como pedir

Apesar do bom desempenho do setor de serviços, ainda há uma preocupação com a inflação, que ainda tem um núcleo alto. A queda na taxa de juros, por exemplo, poderia estimular ainda mais o consumo e, consequentemente, aumentar a inflação. 

+++Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.