MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Uso de máscara: Anvisa flexibiliza proteção facial em hospitais e orienta uso em situações específicas

Anvisa flexibiliza recomendações de uso de máscaras em serviços de saúde em meio à redução de casos de Covid-19 e oferta de vacinação no Brasil. Orientações serão reavaliadas conforme cenário

Orientações serão reavaliadas conforme o cenário da Covid-19 nos serviços de saúde
Orientações serão reavaliadas conforme o cenário da Covid-19 nos serviços de saúde - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 03/04/2023, às 18h32

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou a flexibilização do uso de máscaras em serviços de saúde, como hospitais, por meio de uma alteração na nota técnica que estava em vigor desde o início da pandemia de Covid-19, em 2020. A mudança ocorre após discussões sobre o assunto, redução de casos e mortes pela doença e a oferta de vacina no país.

Conforme a nova recomendação da Anvisa, a proteção facial passa a ser recomendada para situações específicas, como pacientes com sintomas respiratórios ou positivos para Covid-19 e seus acompanhantes, pacientes que tiveram contato próximo com caso confirmado durante os últimos 10 dias, profissionais que fazem a triagem de pacientes e profissionais do serviço de saúde, visitantes e acompanhantes presentes nas áreas de internação de pacientes.

Situações em que há a indicação do uso de máscara facial como equipamento de proteção individual (EPI) para profissionais de saúde em qualquer área do serviço de saúde também foram incluídas na recomendação.

+++ Saque-aniversário do FGTS: brasileiros podem resgatar valores em abril

Orientações serão reavaliadas conforme o cenário da Covid-19 nos serviços de saúde 

A Anvisa ressalta que é considerado caso próximo quem esteve a menos de um metro de distância de uma pessoa com Covid-19, por pelo menos 15 minutos, sem máscara, quem teve contato físico direto com um caso positivo da doença e profissional de saúde que atendeu paciente com a doença sem EPI ou com equipamento de proteção danificado.

A agência orienta que os acompanhantes de pacientes internados e visitantes continuem a usar a proteção facial durante a permanência no estabelecimento de saúde, inclusive no quarto ou na enfermaria onde o paciente estiver. A medida visa prevenir contaminações e transmissão de Covid-19 no ambiente hospitalar e proteger pacientes, outros acompanhantes, visitantes e profissionais.

As recomendações da Anvisa sobre uso de máscaras em hospitais serão constantemente reavaliadas com base no cenário da Covid-19.

+++ Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.