MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Vacina da dengue: primeiras doses chegam ao Brasil; Saiba quem vai receber

O Brasil recebeu a primeira remessa da vacina da dengue, a Qdenga, que será disponibilizada gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS)

Pessoa com luva segura vacina da dengue
Pessoa com luva segura vacina da dengue - Divulgação
Mylena Lira

Mylena Lira

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 21/01/2024, às 19h57

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

No último sábado (20), o Brasil recebeu a primeira remessa da vacina da dengue, que será disponibilizada gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A chegada das 720 mil doses do imunizante chamado Qdenga, cedidas sem custo pelo laboratório japonês Takeda Pharma, marca um avanço significativo na prevenção da dengue no país.

O Ministério da Saúde está programado para receber, ainda, aproximadamente 600 mil doses adicionais da fabricante, totalizando 1,32 milhão de doses. Além disso, como parte do esforço para combater a doença, o governo adquiriu 5,2 milhões de doses, que serão entregues gradualmente até novembro.

Diante da capacidade limitada de produção do laboratório, o total de 6,52 milhões de doses representa a disponibilidade máxima para este ano.

+Nova alerta Inmet: perigo de tempestade em 10 estados; Veja quais

Quem vai ser vacinado contra a dengue?

Mais de 3,2 milhões de pessoas poderão ser vacinadas em 2024, uma vez que o esquema vacinal exige a aplicação de duas doses, com um intervalo mínimo de 90 dias entre elas.

Neste ano, a vacinação terá como alvo crianças e adolescentes com idades entre 10 e 14 anos. Esta faixa etária concentra o maior número de hospitalizações por dengue, sendo priorizada para receber a imunização. A previsão é que as primeiras doses sejam aplicadas a partir de fevereiro.

A distribuição das doses será realizada de acordo com critérios estabelecidos em conjunto pelo Ministério da Saúde e os conselhos das Secretarias de Saúde de estados e municípios. As vacinas serão destinadas a municípios de grande porte com alta transmissão nos últimos dez anos e população residente igual ou superior a 100 mil habitantes.

Brasil é pioneiro na distribuição gratuita da Qdenga

O Brasil se destaca como pioneiro ao oferecer a vacina contra a dengue de forma universal pelo sistema público de saúde. A decisão de incorporar a vacina foi tomada em dezembro de 2023 e rapidamente aprovada pela Comissão Nacional de Incorporações de Tecnologias no SUS (Conitec).

Nos próximos dias, o Ministério da Saúde divulgará a lista dos municípios contemplados e detalhará a estratégia de vacinação. As doses recebidas recentemente passarão pelos trâmites de liberação da Alfândega e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sendo encaminhadas posteriormente ao Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde.

O Ministério da Saúde solicitou prioridade nesses processos, com previsão de conclusão ao longo da próxima semana.

Saiba como funciona a vacina da dengue

A vacina Qdenga, desenvolvida pelo laboratório japonês Takeda Pharma, foi aprovada pela Anvisa em março do ano passado e já está disponível em clínicas privadas desde julho. Seu uso é destinado a pessoas com idades entre 4 e 60 anos, independentemente da exposição prévia à dengue e sem a necessidade de teste pré-vacinação.

Composta por quatro sorotipos distintos, a vacina utiliza a tecnologia de vírus atenuado, modificando o vírus da dengue para infectar sem causar a doença. O esquema de duas doses, com intervalo de 90 dias, alcançou uma eficácia de 80,2% contra a dengue, proporcionando uma proteção de 12 meses após a segunda aplicação.

Devido à sua composição com vírus enfraquecido, a vacina é contraindicada para gestantes, lactantes, pessoas com imunodeficiência ou em tratamento imunossupressor. A Anvisa ainda não aprovou a aplicação em idosos, considerando o risco potencial de desenvolvimento da doença devido à imunidade mais baixa nesse grupo.

+++Acompanhe as principais notícias sobre Sociedade no JC Concursos.

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.