MenuJC Concursos
Busca
Últimas Notícias | | Empregos | Sociedade | youtube jc | WEBSTORIES

Ventilador pode consumir mais energia do que ar-condicionado? Saiba por que e como economizar

Fenômeno ocorre principalmente em locais onde a umidade relativa do ar é alta, como boa parte do território brasileiro. Confira algumas dicas para economizar

Uso excessivo do ventilador pode resultar em um consumo de energia elétrica maior
Uso excessivo do ventilador pode resultar em um consumo de energia elétrica maior - Divulgação/JC Concursos
Pedro Miranda

Pedro Miranda

redacao@jcconcursos.com.br

Publicado em 13/09/2023, às 11h41

WhatsAppFacebookTwitterLinkedinGmailGoogle News

No cenário atual de preocupações crescentes com a eficiência energética e o aumento das contas de energia elétrica, surgiu uma descoberta surpreendente: em certas situações, o uso contínuo de um ventilador pode consumir mais energia do que um ar-condicionado. Isso levanta questões sobre o uso racional de aparelhos de refrigeração e ventilação, especialmente em um país como o Brasil, onde o calor é uma constante.

Segundo informações da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) e do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o fenômeno ocorre principalmente em locais onde a umidade relativa do ar é alta, como boa parte do território brasileiro. Em tais condições, o ventilador pode criar uma falsa sensação de resfriamento, mas, na verdade, não reduz a temperatura do ambiente.

O ar continua quente e úmido, e o corpo humano não consegue dissipar o calor de maneira eficaz.

+++ O seu descongestionante nasal favorito pode ser banido das farmácias. Entenda

Uso excessivo do ventilador pode resultar em um consumo de energia elétrica maior

Para ilustrar esse fenômeno, considere um exemplo prático: uma pessoa deixa um ventilador ligado durante oito horas por dia, consumindo 100 watts por hora. Em um mês, isso totaliza 24 kWh (quilowatt-hora) de energia elétrica.

Agora, suponha que essa mesma pessoa optasse por ligar um ar-condicionado de janela com 10.000 BTUs (unidades térmicas britânicas) por 4 horas por dia. O consumo mensal de energia seria de aproximadamente 120 kWh.

Em locais com alta umidade, o ventilador pode não aliviar o desconforto térmico de forma eficaz, levando as pessoas a mantê-lo ligado por mais tempo. Isso resulta em um consumo energético substancial ao longo do tempo, superando, em alguns casos, o consumo do ar-condicionado.

Dicas para economizar energia:

Use o ventilador com moderação: Evite deixar o ventilador ligado o tempo todo, principalmente em dias muito úmidos. Use-o apenas quando necessário para criar uma brisa refrescante.

Aproveite a ventilação natural: Abra janelas e portas para permitir a circulação de ar fresco durante as horas mais frescas do dia, como pela manhã e à noite.

Utilize o ar-condicionado com eficiência: mantenha as portas e janelas fechadas enquanto o ar-condicionado estiver ligado. Certifique-se de que o aparelho está dimensionado corretamente para o tamanho do ambiente.

Faça manutenção regular: Limpe os filtros do ar-condicionado e do ventilador para garantir um desempenho eficiente.

Considere o uso de sistemas de climatização mais eficientes: Se possível, opte por sistemas de ar-condicionado mais modernos e eficientes em termos energéticos, como os modelos inverter.

+Acompanhe as principais informações sobre Sociedade e Brasil no JC Concursos

Siga o JC Concursos no Google NewsSociedadeBrasil

JC Concursos - Jornal dos Concursos. Imparcial, independente, completo.