Tudo Sobre

Empregos Agências reguladoras

Agências reguladoras farão concursos para 495 vagas

Entre junho e outubro, ANA, Ancine, Anatel, Anac e ANP irão abrir concursos públicos com ofertas para níveis médio e superior. Faixa de remuneração será entre R$ 4.760 e R$ 11.608



Redação
Publicado em 04/06/2012, às 14h27

O próximo semestre será movimentado para as agências reguladoras que receberam autorização do governo federal para realizar concursos. Isso porque essas concessões expiram até outubro. Com exceção da Anatel, que tem até o dia 27 de junho para divulgar o adiado edital de abertura para 46 vagas em seus quadros, ANP, Anac, ANA e Ancine devem abrir seus concursos entre julho e setembro. 
A seguir o JC&E faz um balanço das movimentações de cada agência e apresenta as perspectivas para seus respectivos concursos.
Um dia sai A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) é quem mais demonstra atribulações na articulação para a divulgação do edital de abertura. A agência solicitou, em caráter de urgência, ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) que permitisse a realização de concurso para  provimento de 46 vagas e o MPOG lhe conferiu um prazo de três meses para iniciar a seleção. A Anatel não conseguiu cumprir esse prazo e pleiteou uma prorrogação. Em abril, às vésperas de novo vencimento, o prazo foi novamente prorrogado. Dessa vez, por dois meses. Até o fim de junho, espera-se que a agência consiga divulgar o edital do concurso para 42 vagas de técnico administrativo, que requer nível médio completo, e quatro de analista administrativo, cargo para o qual são admitidos profissionais de nível superior.  As oportunidades serão para Brasília (DF) e para os escritórios regionais.
O salário inicial, segundo a tabela de remuneração dos trabalhadores federais do MPOG, é de R$ 4.760,18 para técnico e de R$ 9.263,20 para analista.  
A assessoria de comunicação da agência não sabe informar a razão da demora para a publicação do edital, uma vez que os principais parâmetros para o concurso já estavam estabelecidos antes mesmo da autorização do Planejamento, e se o Cespe/UnB será o organizador da seleção – como indicam boatos na internet. 
No prazo “O prazo estabelecido pelo MPOG será cumprido”.  A garantia é de Catalina Arica, assessora de imprensa da Agência Nacional de Cinema (Ancine). O órgão havia solicitado a abertura de 100 vagas ao Planejamento em 2010. Foi, inclusive, respaldado com lei aprovada no período. Em março deste ano veio a autorização para 82 oportunidades. À época, a assessoria de comunicação da Ancine informou ao JC&E que a escolha da empresa organizadora deveria ser feita em maio. Isso não ocorreu, de acordo com as últimas informações apuradas. 
Serão abertas 57 vagas para o cargo de técnico administrativo e 25 para técnico em regulação da atividade cinematográfica e audiovisual. Ambas as funções exigem nível médio e apresentam remunerações entre R$ 4.760,18 e R$ 4.984,98. 
Depois de uma década  A Agência Nacional de Águas (ANA) realizará novo concurso para o cargo de técnico administrativo pela primeira vez em dez anos. O prazo para a divulgação do edital de abertura expira em agosto e, até o momento, ainda não foi definida a empresa organizadora. A assessoria de comunicação do órgão informou que uma comissão interna já está trabalhando para que a organizadora e os demais termos da seleção sejam definidos o mais rápido possível. 
Certo é que o cargo exige nível médio e a remuneração básica inicial, segundo tabelamento disponível na página virtual do MPOG, consiste em R$ 4.760,18. Não há nenhuma definição, no momento, de onde serão preenchidas essas vagas. Contudo, é provável que atendam a demanda na sede do órgão em Brasília.  
Maiores salários  Além de dispor de um maior número de oportunidades (170), o grande atrativo do vindouro concurso para ingresso nos quadros da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) são os salários mais vultosos. Eles partem de R$ 4.760,18 e chegam a R$ 11.608,20. 
Poderão se candidatar aos cargos de técnico em regulação civil (45) e técnico administrativo (20), profissionais com nível médio. Já para os postos de especialista em regulação civil (75) e analista administrativo (30) é preciso ter formação superior para se habilitar à concorrência. 
O último concurso, realizado em 2009, foi organizado pelo Cespe/UnB. No entanto, apesar de boatos que dão conta de que a parceria será repetida, ainda não há nenhuma confirmação oficial a respeito. O prazo para a divulgação do edital de abertura se esgota em 9 de setembro. 
Até outubro  A Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) é quem dispõe de maior prazo para a publicação do edital de abertura e, justamente por isso, está em fase preliminar de sua elaboração. Ainda está sendo montada comissão interna para coordenar os trâmites para a abertura do concurso que oferecerá 152 vagas para nível superior.
Estão autorizadas as contratações para os cargos de analista administrativo (22), especialista em geologia e geofísica (15) e especialista em regulação de petróleo e derivados, álcool combustível e gás natural (115).
As remunerações variam entre R$ 9.263,20 e  R$ 10.019, 20. Nesses valores, vale lembrar, não constam gratificações e bonificações previstas para as carreiras.

Reinaldo Matheus Glioche/SP

+ Resumo Empregos Agências reguladoras

Agências reguladoras
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Administrativa
Escolaridade: Ensino Médio, Ensino Superior
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão
Estados com Vagas: AC, AL, AM, AP, BA, CE, DF, GO, MA, MG, MT, PB, PE, PI, PR, RO, RR, RS, SC, SP, TO

+ Agenda

04/06/2013 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas