Tudo Sobre

Concurso Polícia Federal

Prazo máximo entre editais e provas será de 45 dias

A ideia é concluir o processo seletivo o mais breve possível para atender ao Plano Nacional de Fronteiras. Primeiros editais serão para 600 vagas de agente de polícia federal e papiloscopista policial federal



Redação
Publicado em 29/02/2012, às 10h35

A partir do lançamento dos editais para preencher 600 vagas de agente de polícia federal e papiloscopista policial federal, a Polícia Federal (PF) deverá aplicar as provas objetivas em até 45 dias.

A autorização para o procedimento foi dada à corporação pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Foi a PF quem solicitou a determinação, por conta da “necessidade premente de preencher as vagas autorizadas para atender ao Plano Nacional de Fronteiras”.

Desde quando confirmou a intenção de promover concursos para um total de 1.200 vagas, o órgão manifestou a intenção de dar a maior agilidade possível ao processo seletivo, uma vez que sofre com o déficit de agentes e com o aumento da demanda.

A previsão é a de que os primeiros editais sejam lançados na primeira quinzena de março. Os demais - que oferecerão outras 600 oportunidades para delegado de polícia federal, perito criminal federal e escrivão de polícia federal devem sair a partir do mês de abril.

A PF trabalha agora no processo de contratação da empresa organizadora - que poderá ser definida por licitação ou pela dispensa dela. O nome deverá ser anunciado na mesma ocasião de lançamento dos concursos.

George Corrêa

Veja também:

DER/SP: Sindicato pede reestruturação e seleção para 600 vagas

Rio de Janeiro: Cabral autoriza concurso para 22 vagas de até R$ 8 mil

+ Resumo do Concurso Polícia Federal

PF - Polícia Federal
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Não definido
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão

+ Agenda do Concurso

28/02/2013 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas