Tudo Sobre

Concurso MTE

Órgão deverá realizar concurso com 520 vagas

O MTE aguarda autorização do Planejamento para realizar processo seletivo



Redação
Publicado em 27/07/2009, às 10h12

O Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) aguarda autorização do Ministério do Planejamento para realizar concurso com 520 vagas. As oportunidades serão ao cargo de auditor fiscal do trabalho, que exige graduação em qualquer área. A autorização está prevista para ocorrer no segundo semestre.

De acordo com o edital anterior, os auditores fiscais são responsáveis por verificar: os registros em Carteira de Trabalho e Previdência Social - CTPS, visando à redução dos índices de informalidade; o recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS, objetivando maximizar os índices de arrecadação. Também realizam o cumprimento de acordos, convenções e contratos coletivos de trabalho celebrados entre empregados e empregadores; e examina a contabilidade das empresas entre outras atribuições previstas no regulamento da inspeção do trabalho e compatíveis com as atividades de auditoria e fiscalização.

Temporários – O objetivo do concurso é substituir trabalhadores terceirizados que estão em situação irregular. De acordo com o Ministério do Planejamento, os concursos para a substituição de terceirizados atendem a compromisso firmado com o Ministério Público do Trabalho, que prevê, em 2009, a substituição de 60% do contingente existente na administração direta estimado em mais de 12 mil funcionários.

A terceirização é permitida somente em serviços nas áreas de conservação, limpeza, copeiragem, segurança, vigilância, transportes,  recepção, reprografia, telecomunicações, informática, manutenção de prédios, equipamentos e instalações. (Fonte: www.planejamento.com.br)

Seleções anteriores – O concurso anterior do órgão ocorreu em 2008. Ao todo havia 1.822 oportunidades distribuídas entre todos os estados brasileiros. As vagas dividiam-se entre as funções de agente administrativo (nível médio), oferecendo remuneração de R$ 1.814,95; administrador e economista (nível superior) contando com salário de R$ 1.949,12. Todos com carga horária de 40h semanais. As taxas foram R$ 35 para nível médio e de R$ 40 para superior.  De acordo com o Cespe/UnB, responsável pela seleção,  o número total de candidatos  inscritos para o concurso chegou a 329.454. Só para o cargo de Agente Administrativo foram 318.417 inscrições. Já a função de Administrador contou com 10.541 inscritos e o de Economista com 496. 

Em 2006, houve concurso com 200 vagas para auditor fiscal. As remunerações iniciais do cargo, até o processamento da 1ª avaliação trimestral de desempenho, era de até R$ 7.037,70; após essa avaliação, os vencimentos passarão para R$ 7.534,12. A organizadora da seleção foi a Esaf e a taxa de inscrição custou R$100.

MTE - O Ministério do Trabalho e Emprego(MTE) tem como competência realizar as diretrizes para a geração de emprego e renda e de apoio ao trabalhador; modernização das relações do trabalho, fiscalização do trabalho, inclusive do trabalho portuário, bem como aplicação das sanções previstas em normas legais ou coletivas, formação e desenvolvimento profissional, segurança e saúde no trabalho, política de imigração, e cooperativismo e associativismo urbanos.

Samantha Cerquetani/SP

+ Resumo do Concurso MTE

MTE
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Não definido
Escolaridade: Não definido
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão

+ Agenda do Concurso

27/07/2010 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas