Concurso do INSS tem número de vagas reduzido

A seleção prevista para analista do seguro social preencherá 300 vagas, e não mais 500. O prazo para divulgação do edital também sofreu alteração. O cargo exige nível superior e paga até R$ 8 mil

Reinaldo Matheus Glioche
Publicado em 05/07/2013, às 10h55

Nova e surpreendente reviravolta nos preparativos para o novo concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (5) portaria do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) reduzindo o número de vagas autorizadas para o cargo de analista do seguro social de 500 para 300. A portaria que efetivamente revoga a autorização expedida em 1º de fevereiro deste ano estabelece prazo de quatro meses para que o órgão divulgue o edital de abertura.

A reviravolta surpreende porque o ministro da Previdência, Garibaldi Alves Filho, vinha se pronunciando, majoritariamente pelas redes sociais, a respeito da seleção e dizendo que o edital sairia em junho. O que não se verificou. O prazo agora vai até novembro.

Sobre o cargo

A carreira de analista do seguro social conta com remuneração de R$ 5.911. Já consideradas as gratificações por atividade executiva e por desempenho, além do auxílio-alimentação. Os vencimentos, no entanto, podem chegar a R$ 8.000 brutos; se considerados benefícios não listados no edital informados à reportagem do JC&E por Fabiano Rapozo, analista do seguro social em atividade.

O cargo exige formação superior e a próxima seleção abrangerá diversas graduações.

As últimas seleções promovidas pelo INSS foram organizadas por Fundação Carlos Chagas, Cespe/UnB e Funrio.

No impresso

Na edição desta semana do JC&E (1701), nas bancas a partir de sábado (6), mais informações e prognósticos a respeito do concurso para o INSS, agora modificado.

Comentários

Mais Lidas