INSS reforça interesse em abrir concurso este ano

O quadro de servidores do órgão está desfalcado, mas as contratações precisam ser liberadas pelo MPOG. Carreira exige o nível médio completo e os aprovados receberão, inicialmente, R$ 2,6 mil ao mês.

Redação
Publicado em 27/06/2011, às 14h09

O pedido de duas mil vagas de técnico que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) enviou ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) ainda aguarda o aval da ministra Miriam Belchior, mas a expectativa do órgão se mantém. “Queremos o concurso para este ano”, reafirmou a assessoria de imprensa do Ministério da Previdência Social (MPS), ao qual o instituto é vinculado, no último dia 22.

A solicitação para que as ofertas sejam aprovadas foi efetuada pelo ministro da Previdência, Garibaldi Alves, em caráter de urgência. Entre os pontos abordados no documento que tramita no Poder Executivo, segundo a assessoria, o principal refere-se ao plano de expansão traçado pelo INSS. Para que 720 novas agências comecem a funcionar, 280 possam ser instaladas a longo prazo em todo o Brasil e o órgão reponha os servidores aposentados, exonerados e falecidos é preciso contratar cerca de dez mil profissionais. Essa carência – de técnicos, analistas e peritos – se torna mais explícita diante das agências que estão de portas fechadas por falta de pessoal.

Frequentemente, o JC&E mantém contato com a assessoria de imprensa do Planejamento para tratar de várias seleções públicas, porém, devido ao corte de R$ 50 bilhões nas despesas do Orçamento Geral da União em 2011, poucos detalhes são revelados. No caso do INSS, a resposta segue a mesma linha dos concursos que estão previstos para a Polícia Federal, a Empresa Brasil de Comunicação e a Defensoria Pública da União: a ministra ainda está analisando caso a caso, de acordo com as necessidades de cada instituição, e irá se manifestar por meio do Diário Oficial. Enquanto as oportunidades não são liberadas, centenas de postos continuam desertos e muitos cidadãos, entre eles candidatos aos cargos públicos (embora otimistas por conta do empenho do órgão em realizar as contratações) ficam à mercê de entraves políticos e financeiros.

Requisito e salário – Os interessados em seguir a carreira de técnico no instituto deverão ter o nível médio completo. Os futuros servidores prestarão atendimento na rede de agências da Previdência Social (APS) e receberão, inicialmente, cerca de R$ 2,6 mil ao mês – acrescidos de gratificação de desempenho.

Saiba mais – Na versão impressa do JC&E desta semana (edição 1595), você pode obter informações sobre outros pedidos de vagas – para analista e perito – que o INSS encaminhou ao Ministério do Planejamento. Também não deixe de conferir as entrevistas com especialistas no setor de concursos para saber o que eles pensam sobre a demora do MPOG em liberar a abertura das seleções e como isso pode interferir na preparação dos candidatos.

Flávio Fernandes/SP

Veja também:

USP/Lorena/SP: edital para 142 cargos de docentes deve sair em breve

Sejus/CE: concurso selecionará 800 agentes penitenciários

Comentários

Mais Lidas