Presidente Dilma autoriza INSS a realizar concurso

Após pedidos de urgência e constatado um enorme déficit de servidores, o instituto recebeu o aval da presidente para promover seleção e dar continuidade ao seu plano de expansão. Os cargos e o número de vagas serão definidos nos próximos dias

Redação
Publicado em 21/07/2011, às 10h43

Na última quarta-feira, dia 20, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi autorizado pela presidente Dilma Rousseff a realizar concurso para suprir parte do seu déficit de servidores, que atinge a casa dos dez mil. O aval foi concedido, em caráter excepcional, após uma audiência que ocorreu no Palácio do Planalto e da qual participaram, além da presidente, o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, e a ministra do Planejamento, Miriam Belchior. O processo seletivo está previsto para acontecer ainda em 2011, já que o órgão tem urgência para contratar os profissionais e precisa dar continuidade ao seu plano de expansão.

Os cargos que serão contemplados e o número de vagas oferecido deverão ser informados nos próximos dias: o levantamento dessas informações será feito por técnicos do Ministério da Previdência Social (MPS) e do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG).

O JC&E já revelou que o instituto havia encaminhado ao Planejamento um pedido com duas mil oportunidades para técnico (nível médio) e 500 para analista (superior). Resta agora esperar pela publicação da autorização, no Diário Oficial da União, com os dados atualizados sobre o concurso deste ano.

A matéria completa sobre a autorização dada pela presidente Dilma estará na próxima versão impressa do JC&E (edição 1599). Não deixe de conferir, também, as dicas do professor de direito previdenciário e legislação previdenciária da Rede de Ensino LFG, Ítalo Romano, para garantir melhores resultados nas provas.

Flávio Fernandes/SP

Com informações da assessoria de comunicação do Ministério da Previdência Social

Veja também:

IBGE: primeiro edital deverá ser publicado ainda este mês

560 vagas: Projeto de Lei da AGU ainda passará pela CCJ

Comentários

Mais Lidas