INSS trabalha para escolher a organizadora do concurso

Serão abertas 1.500 oportunidades para técnico do seguro social, com requisito de nível médio (R$ 4.192), e 375 para perito médico previdenciário, que exige nível superior (R$ 8,6 mil)

Redação
Publicado em 27/10/2011, às 09h19

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) concluiu o estudo das regiões onde há déficit de servidores para distribuir as 1.875 vagas do seu novo concurso e aguarda a definição da organizadora para lançar o edital. A expectativa é de que a divulgação do documento ocorra antes da data limite estabelecida, que é de até três meses a contar de 19 de outubro. As oportunidades serão preenchidas de forma escalonada, entre março e novembro de 2012.  

O instituto ainda não decidiu se escolherá a empresa responsável pelo processo seletivo por meio de dispensa de licitação, mas a assessoria de imprensa do Ministério da Previdência Social (MPS) informou que há uma pressão para que o concurso aconteça. E essa cobrança é tanto externa, por parte das pessoas que irão concorrer às oportunidades, quanto interna, já que a falta de profissionais tem inviabilizado o Plano de Expansão da instituição.

Do total de postos autorizados pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, 1.500 são para técnico do seguro social, cargo de nível médio cujo salário atual é de R$ 4.192. As outras 375 ofertas contemplam a função de perito médico previdenciário, com vencimento de R$ 8,6 mil e exigência de nível superior completo em medicina, além de registro no conselho regional de classe. Os valores citados já incluem as gratificações.

Flávio Fernandes/SP

Veja também:

São Paulo: Sabesp abrirá concurso com 449 vagas em todo o Estado

IMBEL: indústria bélica lança novo concurso em duas semanas

Comentários

Mais Lidas