INSS divulgará nome de organizadora até dia 2

As inscrições do concurso de 1.875 vagas deverão ser abertas ainda em dezembro ou em janeiro. Haverá oportunidades para técnicos do seguro social (R$ 4,1 mil) e peritos médicos previdenciários (R$ 8,6 mil)

Redação
Publicado em 28/11/2011, às 12h05

O nome da empresa que organizará o concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deverá ser revelado até amanhã, dia 2. O prazo foi confirmado nesta semana pelo ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves Filho, por meio de sua página no microblog Twitter: “esclareço que o anúncio da banca organizadora do concurso será feito até sexta-feira. Esta foi a informação fornecida pelo INSS”.

O processo seletivo disponibilizará 1.875 vagas e o edital está previsto para o dia 23 de dezembro. De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério da Previdência Social (MPS), as inscrições deverão ser abertas no fim de dezembro ou no começo de janeiro. No que diz respeito às provas, o MPS acredita que elas acontecerão em meados de fevereiro, já que por lei o prazo para que a instituição inicie esta fase é de 60 dias após o lançamento do edital. A expectativa é de que os exames sejam aplicados em diversas cidades do país, e não apenas nas capitais, como costumava acontecer.

Se o documento com as regras da seleção trará muitas mudanças no conteúdo programático e até mesmo no número de questões, comparado ao edital do último concurso, “isso está sendo mantido em sigilo”, afirmou a assessoria.

Níveis médio e superior – Do total de oportunidades a serem oferecidas, a maioria (1.500) será para técnico do seguro social. O cargo destina-se a profissionais que concluíram o nível médio e a remuneração, atualmente, é de R$ 4.192.

As outras 375 vagas contemplarão o posto de perito médico previdenciário. Para exercer a carreira será preciso comprovar o nível superior completo em medicina e ter registro no conselho regional de classe. O salário atual, neste caso, atinge os R$ 8,6 mil. Os vencimentos citados para os técnicos e peritos, que cumprirão jornadas de 40 horas semanais, já incluem gratificações.

Flávio Fernandes/SP

Matéria atualizada às 12h07 de 01/12/11

Veja também:

São Paulo: Fundação Seade abrirá concurso para coletor de dados

MPT: Ministério aprova 40 vagas de procurador do trabalho

Comentários

Mais Lidas