Tudo Sobre

Concurso Educação

Prefeitura e Estado prepararam concursos para PEB II

O pedido de autorização da Secretaria de Estado da Educação será encaminhado para o governador Geraldo Alckmin. A prefeitura já liberou a contratação de 2.208 profissionais pela Secretaria Municipal



Redação
Publicado em 08/05/2012, às 15h36

A Secretaria de Estado da Educação anunciou que seu próximo concurso para professor de educação básica (PEB) II será aberto no segundo semestre. O anúncio veio após reportagem do jornal Folha de S. Paulo que apontava que 32% das escolas da rede estadual de ensino, na capital paulista, sofrem com a falta de docentes. A Secretaria de Estado da Educação, entretanto, declarou que o déficit de professores é de 0,6% em todo o Estado. O pedido de autorização ainda será encaminhado para apreciação do governador Geraldo Alckmin. Já a Prefeitura de São Paulo liberou a contratação de 2.208 PEB II pela Secretaria Municipal de Educação.  Com os dois concursos no horizonte, 2012 será um dos melhores anos para professores que buscam conquistar uma vaga efetiva na rede pública de ensino.

Segundo a Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), atualmente a rede estadual conta com 74.415 PEB II não efetivos de um total de 160.160 profissionais na ativa. “Há problemas em quase todas as disciplinas. A maior lacuna é de professores de artes. A segunda é de geografia, mas também é grande o número de escolas em que faltam professores de matemática, língua portuguesa, história e física”, apontou  Maria Izabel Azevedo Noronha, presidente do sindicato.

O último concurso da categoria foi realizado em 2010 e contou com 10.083 oportunidades para todas as disciplinas. Os salários iniciais, à época, eram de R$ 549 (jornada de 12h semanais), R$ 1.100,92 (24h), R$ 1.376,14 (30h) e R$ 1.834,85 (40h).

Prefeitura – A seleção municipal irá selecionar 2.208 professores de todas as matérias. Os candidatos devem ter formação de nível superior do tipo licenciatura plena, com habilitação específica para cada disciplina. Haverá oferta de postos para todas as áreas. O salário inicial é de R$ 1.950 para jornada de 30 horas semanais, mais benefícios como auxílio-alimentação, sendo vale-alimentação no valor de R$ 234 e auxílio-refeição de R$ 12,29/dia; auxílio-transporte e, de acordo com a localização da unidade escolar, gratificação de difícil acesso.

A SME informou que em breve será instituída a comissão organizadora, composta por membros das pastas de Educação e Planejamento, que dará início aos trâmites legais para abertura deste concurso, como a escolha da empresa que irá aplicar as provas. Ainda não há posição oficial quanto à data da publicação do edital.

Engenheiro agrônomo – A SME também realizará concurso público para o preenchimento de quatro vagas de engenheiro agrônomo para o Departamento de Merenda Escolar. O salário inicial é de R$ 3.107,40, sendo R$ 1.838,47 o salário padrão e R$ 1.286,93 referente à gratificação de desempenho de atividade, para jornada de 40 horas semanais. Os aprovados ainda farão jus a auxílio-refeição de R$ 12,29 por dia e auxílio-transporte de até R$ 153,69. Em breve a comissão será instaurada e a secretaria se posicionará quanto à escolha da organizadora e lançamento do edital.

Aline Viana/SP

+ Resumo do Concurso Educação

Educação
Vagas: Não definido
Taxa de inscrição: Não definido
Cargos: Não definido
Áreas de Atuação: Educação
Escolaridade: Ensino Superior
Faixa de salário:
Organizadora: O próprio órgão
Estados com Vagas: SP

+ Agenda do Concurso

08/05/2013 Divulgação do Resultado Adicionar no Google Agenda

Comentários

Mais Lidas