MP e TRE promoverão concursos para médio e superior

Seleções estão autorizadas e vão oferecer, juntas, 203 oportunidades. Vagas efetivas e de cadastro reserva

Redação
Publicado em 15/03/2012, às 14h58

O Ministério Público da Paraíba (MP/PB) vai promover concurso com o objetivo de completar 200 vagas no quadro de servidores do órgão. A intenção foi confirmada pelo procurador-geral da Justiça, Oswaldo Trigueiro Filho.

A seleção integra uma série de medidas debatidas em reunião recente entre o procurador-geral e a equipe administrativa do órgão, onde também se discutiu a instalação de uma Controladoria Interna Administrativa, Central de Agendamento e a retomada do Conselho de Gestão.

Segundo Trigueiro Filho, o processo seletivo deve acontecer no início de 2013. O trabalho será feito com a participação de uma consultoria, que deve começar a funcionar já a partir deste mês.

Serão seis meses de avaliação, para que sejam verificadas as necessidades do órgão em termos de servidores. A análise irá determinar quantos novos funcionários serão necessários, o tipo de serviço executado e a qualificação exigida dos candidatos.

TRE

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE/PB), Marcos Cavalcanti de Albuquerque, também oficializou a intenção de promover novo concurso público, que oferecerá postos de níveis médio e superior.

A comissão que irá conduzir os passos de realização do certame já está instituída e será presidida pelo corregedor Miguel de Britto Lyra Filho.

A intenção será a de preencher os cargos vagos no Tribunal por meio da contratação efetiva e realização de cadastro reserva, uma vez que existe grande rotatividade de servidores em algumas funções.

Atualmente, o órgão conta com dois cargos vagos de técnico judiciário e um de analista judiciário, na área administrativa sem especialidade, distribuídos em zonas eleitorais do Estado.

Mas de acordo com o secretário da Comissão de Concurso, Allan William Lucena de Oliveira, também há a possibilidade de abertura de novas vagas. Segundo ele, “a última criação de cargos na Justiça Eleitoral aconteceu há quase sete anos, quando foram destinados 21 cargos de analista e 45 de técnico”.

Com informações das secretarias de comunicação do MP/PB e do TRE/PB.

George Corrêa

Comentários

Mais Lidas