Fazenda: oportunidades em SP, RJ e governo federal

Estão confirmadas aos menos 704 vagas na Sefaz/RJ, Sefaz/SP e Ministério da Fazenda; editais serão divulgados a partir de março

Redação
Publicado em 01/02/2013, às 15h00

O ano de 2013 reserva boas oportunidades para quem almeja uma vaga na área fazendária tanto em Estados como São Paulo e Rio de Janeiro, como no âmbito federal.
Somadas serão 704 ofertas nas secretarias da Fazenda dos Estados citados e no Ministério da Fazenda. Todas em funções que demandam formação superior. O edital mais iminente, aguardado para março, é o da Sefaz/SP. Serão 257 ofertas para o cargo de analista em planejamento, orçamento e finanças públicas. Ao JC&E, a presidente da comissão do concurso, Maria Aparecida Alves Patriarcha, informou que os trâmites para a realização do concurso estão em andamento e que a empresa responsável pela organização do concurso deve ser anunciada em breve. A favorita para assumir esse posto é a Fundação Carlos Chagas, tradicionalmente responsável pelas seleções da Sefaz/SP.
No Rio de Janeiro, a Fundação Ceperj costuma organizar os concursos para ingresso no órgão e, diferentemente do que ocorre em São Paulo, há um contrato por um período de tempo maior. Isso porque a atual administração estadual tem como uma de suas políticas, a ampliação dos quadros do órgão. Justamente por isso, de 2007 para cá já foram realizados seis concursos para ingresso na Sefaz/RJ. O contrato mais longo com a Ceperj visa, além de baratear esses processos seletivos, tornar mais dinâmicas suas aberturas.
Depois de divulgar um edital para analista de controle interno em outubro de 2012, o órgão se prepara para lançar este ano outro edital para auditor fiscal. Depois de nomear 166 novos auditores fiscais, que assumiram suas funções no mesmo outubro de 2012, o órgão espera a validade do concurso de 2011, já prorrogada, expirar para lançar um novo edital. O número de vagas ainda é incerto, mas deve chegar perto de uma centena.
Atribuições e vencimentos A função de auditor fiscal, cujas atribuições incluem planejamento, elaboração e fiscalização de informações econômico-fiscais no ambiente da tributação, é conhecida pelo bom salário. Atualmente, descontados os benefícios, gira em torno de R$ 9.927 mensais.
A Sefaz/SP apresenta remuneração para o cargo de analista de R$ 5.800. Esse valor considera o acréscimo de benefícios como o prêmio de incentivo à qualidade que responde por mais de 50% do salário base do cargo. Entre outras responsabilidades, compete ao cargo desenvolver e acompanhar a programação financeira do Estado; bem como zelar pelos direitos, garantias e responsabilidades do tesouro estadual e coordenar a execução de trabalhos voltados ao planejamento estratégico e à gestão financeira do Estado.
Ministério da Fazenda Autorizado no início de janeiro, e com prazo para ser aberto até o início de julho, o concurso para 347 vagas no órgão deve ser o primeiro de uma série de seleções para a área da Fazenda federal. No entanto, esse é o único certo. Serão 47 oportunidades de contador e 300 para analista técnico-administrativo. Será a primeira seleção para essa função, criada em 2010 por lei.
De acordo com a última atualização da tabela de remuneração dos servidores públicos federais, ambos os cargos apresentam vencimentos de R$ 4.087,22. Isso sem incluir benefícios e bonificações previstos para funcionários do órgão. A Escola de Administração Fazendária (ESAF), que tradicionalmente organiza todos os concursos para a área fiscal e financeira do governo federal, deve constituir a banca organizadora. Essa informação, porém, ainda não foi confirmada pelo Ministério da Fazenda.
Reinaldo Matheus Glioche/SP

Comentários

Mais Lidas