2010: milhares de oportunidades para o Censo

Candidatos de nível fundamental poderão concorrer às quase 200 mil vagas para recenseador em todo o Brasil.

Redação
Publicado em 31/12/2009, às 09h29

Ao somar todas as vagas previstas para 2010 nos mais diversos órgãos públicos brasileiros talvez não se alcance um número tão alto quanto o anunciado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o órgão, mais de 220 mil profissionais de todos os níveis de escolaridade estarão envolvidos no Censo 2010. Mesmo temporárias, estas oportunidades se tornam uma boa opção para aqueles que estão fora do mercado de trabalho.

As chances estão sendo abertas em etapas. Neste ano, por exemplo, já foram lançados dois processos seletivos diferentes. A primeira seleção ofereceu 219 vagas para o chamado censo experimental enquanto a segunda abriu outras 33.012 oportunidades. Mas, a maioria das ofertas previstas será oferecida somente em 2010. Isto porque o instituto contratará quase 200 mil pessoas para a função de recenseador do Censo 2010.

Segundo o IBGE, serão abertas 189.204 oportunidades para o cargo nos quatro cantos do Brasil. A previsão é que o lançamento do edital aconteça entre março e abril e, já a partir de julho, sejam efetuadas as contratações.

Requisitos e atribuições – Em 2010, acontece a 12ª edição do Censo Demográfico, uma pesquisa simultânea que abrange todo o território nacional, cujo objetivo é fornecer dados sobre a extensão e a profundidade da população brasileira, bem como de suas características socioeconômicas. Segundo o IBGE, são estas informações, produzidas a partir das respostas obtidas no Censo, que irão nortear o planejamento público e privado da próxima década.

Entre os vários profissionais envolvidos, está o recenseador, responsável por comparecer aos domicílios e entrevistar os moradores de cada unidade visitada.

Para trabalhar como recenseador, é preciso comprovar ensino fundamental completo. O salário não possui um valor fixo e o profissional recebe de acordo com sua produção, com base no número de unidades visitadas, domicílios e pessoas entrevistadas.

A expectativa é que o contrato de trabalho dos recenseadores tenha duração de dois meses. 

Censo experimental – No primeiro semestre de 2009, o instituto lançou uma seleção para 219 oportunidades temporárias de níveis fundamental e médio.

As chances eram para a cidade de Rio Claro, localizada a 175 quilômetros da capital paulista. De acordo com o edital, os aprovados trabalhariam no censo experimental 2009, uma espécie de teste realizado para garantir que as atividades do Censo 2010 transcorram normalmente.

Das vagas abertas, 190 eram para recenseador (nível fundamental), 25 para agente censitário supervisor (nível médio) e quatro para agente censitário municipal (nível médio). Os salários oferecidos correspondiam a R$ 900 (agente supervisor) e R$ 1.050 (agente municipal). A remuneração para recenseador não era fixada e equivalia ao número de questionários realizados.

O concurso foi organizado pela Fundação Cesgranrio, que cobrou taxas nos valores de R$ 14 e R$ 22.

Todos os candidatos enfrentaram prova objetiva. Para os cargos de agente supervisor e agente municipal, foi cobrado conhecimento em português, raciocínio lógico, noções de administração e situações gerenciais, conhecimentos técnicos e noções de informática. Quem concorreu à função de recenseador, respondeu a perguntas de língua portuguesa, matemática, conhecimentos gerais e conhecimentos técnicos. Nesta página, você confere o conteúdo programático para recenseador!

Para os inscritos às vagas de recenseador, estava previsto ainda um treinamento de caráter eliminatório, dividido em duas partes. Os habilitados no exame objetivo ganharam material didático específico para estudo individualizado e, em seguida, frequentaram um curso presencial. No final do curso, era preciso passar por um novo teste, que exigia, no mínimo, 40% de acertos.

Outra seleção – Além do processo seletivo para o censo experimental, o IBGE divulgou também um edital para 33.012 chances de nível médio, distribuídas entre as atividades de agente censitário supervisor (23.900 vagas), agente censitário municipal (6.722), agente censitário de informática (1.432), agente censitário administrativo (558) e agente censitário regional (400). Os vencimentos variaram de R$ 760 a R$ 1.600, além de 13º salário e férias proporcionais.

Com abrangência nacional, foram oferecidas oportunidades para milhares de municípios brasileiros, espalhados por todas as regiões do país. Também organizado pela Fundação Cesgranrio, as taxas de participação oscilaram de R$ 18 a R$ 30.

As provas objetivas, que ocorreram em dezembro, contemplaram questões de português, raciocínio lógico, noções de administração e situações gerenciais, noções de informática e conhecimentos técnicos.

De acordo com a empresa organizadora, mais de 411 mil pessoas se inscreveram neste processo seletivo.

Dimensões Censo 2010

Universo abrangido: todo o território nacional

Número de municípios: 5.565

Número de domicílios: cerca de 58 milhões

Pessoal: cerca de 240 mil pessoas (coleta, supervisão, apoio e

administrativo)

Orçamento previsto: R$ 1,4 bilhão

Tecnologia: centenas de computadores em rede nacional, rede de

comunicação em banda larga e 220 mil computadores de mão equipados

com receptores de GPS

Unidades executoras: 27 unidades estaduais, cerca de 7 mil postos de

coleta informatizados  e 1.200 coordenações de subárea

Fonte: www.ibge.gov.br

Talita Fusco

Veja também:

Especial Mega Previsões 2010: 235.097 novas oportunidades para todo o país

Comentários

Mais Lidas