Preparativos para concurso do INSS entram em nova fase

Funrio deve elaborar cronograma junto ao órgão para evitar novos atrasos na liberação do edital. Serão 300 ofertas para analista, cargo que exige nível superior

Reinaldo Matheus Glioche
Publicado em 26/07/2013, às 14h30

Em um movimento até certo ponto inesperado, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) confirmou na última semana a Fundação de Apoio à Pesquisa, Ensino e Assistência à Escola de Medicina e Cirurgia do Rio de Janeiro (Funrio) como a responsável pela organização do concurso que promoverá para 300 vagas de analista do seguro social.

A notícia é relativamente surpreendente porque a assessoria de comunicação do órgão transmitiu à reportagem do JC&E em contato na semana anterior que a mudança de rumo imposta pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), que reduziu de 500 para 300 o número de vagas para o concurso, obrigaria ao INSS a reiniciar todos os procedimentos para a abertura do concurso. Por todos os procedimentos, entende-se, também, a definição da empresa responsável pela organização do concurso. Como a escolha se deu por dispensa de licitação e foi publicizada logo depois do anúncio da redução das vagas, fica claro que Funrio e INSS já estavam nas vias de fato de fechar o acordo para a realização do concurso. Contudo, não está claro se a posição do INSS a respeito do reinício dos procedimentos para a realização do concurso público já contabilizava a Funrio como organizadora. Novamente consultada, a assessoria de comunicação do INSS disse não dispor de informações oficiais a respeito do que vai se revelando um imbróglio para o órgão.

Em abril, o INSS confirmou que divulgaria o edital em maio, na esteira de pronunciamentos do ministro da previdência Garibaldi Alves Filho de que o concurso seria aberto em maio. A previsão não se verificou e o ministro da previdência foi corrigindo-a em seu Twitter (rede social para postagens de até 140 caracteres) para junho e, com julho já nascido, veio a bomba da redução do número de vagas que o INSS admitiu desconhecer as razões. O MPOG justificou-a atentando para uma autorização expedida em maio para que o INSS nomeasse 250 aprovados no concurso realizado em 2008, cujo prazo já está vencido, a partir de junho. Pela lógica aventada pelo MPOG, não se tem prejuízo em matéria de provimento, já que findado o processo seletivo do qual trata esta matéria, estariam preenchidos 550 cargos de analista. Sobre essa questão, o INSS também não tem posição oficial.

Perspectivas

Com o anúncio da Funrio como organizadora do concurso, reascendem as expectativas da publicação do edital antes do prazo – que agora corre até novembro. No entanto, como o contrato com a Funrio ainda não foi assinado, não é possível obter qualquer confirmação a respeito dessa possibilidade.

Outras informações

A carreira de analista do seguro social conta com remuneração de R$ 5.911. Já consideradas as gratificações por atividade executiva e por desempenho, além do auxílio-alimentação. Os vencimentos, no entanto, podem chegar a R$ 8.000 brutos; se considerados benefícios não listados no edital apurados pela reportagem do JC&E.

Comentários

Mais Lidas