"A banca não é a que eu imaginava. E agora?"

Esse fato não desmerece em nada todo o esforço e dedicação depositados em suas horas de estudos. Confira dicas de professor e aprenda como reagir nessa situação

Eduardo da Rocha
Publicado em 05/09/2017, às 11h11

Todo concurseiro sabe que se preparar para uma prova não é nada fácil, ainda mais quando o edital ainda nem saiu. Mas quando a banca organizadora do concurso que está se preparando não é a que você imaginava, a situação se torna ainda pior. E nesse momento surge a grande dúvida: o que fazer?
Bom, antes de mais nada é importante você saber que hoje em dia estudar, mesmo sem o edital ainda ter sido lançado, não é mais uma opção, e sim uma necessidade, até mesmo porque conquistar uma vaga em um concurso público tem se tornado algo cada vez mais difícil.
Mas, apesar de ser surpreendido com uma banca do concurso diferente da que você imaginava, acredite, esse fato não desmerece em nada todo o esforço e dedicação depositados em suas horas de estudos para se tornar um futuro servidor público.
Agora, para que esse ato inesperado não acabe prejudicando seu desempenho nas provas, é fundamental contar com algumas estratégias poderosas para garantir que seus resultados sejam os melhores e, quando o edital sair, você já esteja com todo o conteúdo na ponta da língua para “destruir” a banca.
Pensando nisso, listo a seguir cinco estratégias para você se dar bem no concurso, mesmo quando a banca organizadora não seja a que você esperava. 
Não se desespere e mantenha o foco - Deixar que o desespero tome de conta quando você descobrir que a banca do concurso não era a que você estava pensando é o primeiro passo para superar esse obstáculo e não deixar que ele te desestabilize.
Procure não perder o foco e pense de maneira objetiva e prática nos próximos passos que deve tomar para ganhar tempo e se preparar da melhor forma possível. Esta com certeza é a melhor forma de lidar com essa situação e impedir que ela comprometa o seu desempenho nas provas.
Analise os editais anteriores - Mesmo a banca não sendo a que você pensava, com certeza ela já fez parte de outros concursos. Para entender um pouco mais sobre a forma como ela aborda os assuntos em prova, a estratégia nesse caso consiste em analisar os editais anteriores minuciosamente.
Consulte os últimos editais lançados por essa nova banca e veja quais disciplinas aparecem com mais frequência nas provas e como elas são aplicadas. Fazendo isso, você não só ganha tempo, identificando as disciplinas que deve se dedicar mais, como também já passa a ter uma noção de como elas serão trabalhadas na prova.
Faça um planejamento - Uma vez que você já tem em mãos as disciplinas mais abordadas, então a próxima estratégia que deve seguir é elaborar um bom planejamento de estudos.
Divida as disciplinas, levando em consideração pontos como o peso que cada uma terá na prova e o seu nível de conhecimento em cada uma delas.
Encare logo as disciplinas que você tem mais dificuldades! Não postergue! É um erro muito comum abandonar disciplinas que não temos afinidades.
Faça provas anteriores - Outra estratégia muito eficaz para se garantir nas provas mesmo sendo surpreendido com uma banca diferente é fazer provas anteriores realizadas.
Estudar resolvendo provas anteriores não só é uma ótima estratégia para conhecer melhor a banca que vai elaborar a sua prova como também é uma excelente ferramenta para você economizar tempo e alcançar resultados mais rápidos durante a sua preparação. Por isso tente resolver o máximo de provas possíveis, tendo sempre o cuidado de marcar as questões que você teve dúvidas ou que não conseguiu solucionar para estudar e revisar em um outro momento.
Mantenha-se atualizado - Dependendo do concurso que você vai realizar, existem materiais que podem sofrer pequenas mudanças de um ano para outro, especialmente as matérias que envolvem legislação, por exemplo. Verifique se a banca se atualizou e está cobrando a legislação “antiga” ou a “nova”. De posse dessa informação, procure manter o seu planejamento de estudo exatamente como a banca quer.
Eduardo da Rocha é auditor-fiscal do Tesouro Estadual de Pernambuco (ICMS-PE), coach e professor de legislação tributária do Estratégia Concursos

Comentários

Mais Lidas