Assumindo a responsabilidade pelo meu sucesso!

Mais vale uma atitude em silêncio do que um pensamento não colocado em prática.

Redação
Publicado em 26/12/2013, às 14h59

Daniel Sena

Crescemos em uma cultura onde o costume é culpar os outros pelos nossos fracassos. Seja em uma pessoa ou em alguma coisa. E isso nós fazemos com todas as áreas da nossa vida.

Por exemplo: se você quer emagrecer e não consegue, logo diz que isso acontece por causa dos hormônios, da família que não contribui ou da correria do dia-a-dia que o impede de comer bem. Se você vive endividado, já coloca a responsabilidade da falta de dinheiro na esposa que faz compras frequentemente, nos filhos que precisam de mais cuidados e, principalmente, na inflação e nos impostos que aumentam todos os anos.

Quem não passa em concurso público também costuma jogar a culpa em alguma coisa: abanca que errou, as vagas foram compradas, não tive tempo para estudar, não tenho condições para pagar cursinho, minha família não compreende. Durante minha vida eu ouvi tantas desculpas que não caberiam nessa página.

Você precisa saber que o sucesso em qualquer área da vida passa antes por um requisito indispensável: assumir a sua própria responsabilidade!

Enquanto você culpar outros pelo seu fracasso, sua vida não decolará. Reconheço que é muito mais cômodo depositar a responsabilidade nos outros, contudo, ao agir dessa forma, você jogará fora a oportunidade de transformar sua própria realidade.

Para obter o sucesso, é necessário que você tenha o controle sobre o seu futuro, e detalhe, sem depender dos outros. Se a sua motivação para caminhar rumo aos objetivos estiver ligadas a alguma circunstância ou pessoa, a chance de conquistar seu objetivo será menor.

Assumir sua própria responsabilidade passa por dois estágios: conhecer a verdade sobre si mesmo e realizar a atitude necessária para mudar.

Existem pessoas que vivem sob uma máscara para não mostrar a verdade. No mundo dos concursos isso é super comum. Caso disso é quando uma pessoa diz que estuda 24 horas por dia ou que já sabe de tudo e não precisa mais de ajuda. A mentira será desmascarada no instante que enfrentar a prova. Por isso, será muito mais inteligente assumir a real condição, ainda que os outros te julguem. A verdade dói só na hora, mas a mentira posterga sua dor ao longo do tempo trazendo consequências por vezes inalteráveis. Quer assumir o controle da sua vida, encare a verdade sobre ela neste exato momento.

O segundo estágio, não menos importante, é a atitude. É praticamente impossível assumir o controle sobre sua vida sem atitude. Algumas pessoas preferem dedicar-se ao pensamento e à reflexão do que à atitude. O pensamento é o primeiro motor da atitude, mas não se resume somente a ele mesmo. Atitude é colocar a “mão na massa”. É tirar do mundo das ideias aquilo que você tem certeza que poderá mudar a vida. É colocar em prática o que foi planejado. E uma coisa é a mais pura verdade. Existe uma grande diferença entre a teoria e a prática.

Quem sonha em passar em concurso, não sai cantarolando por aí quantas horas diárias de estudo ele está debruçado sobre os livros. Apenas faz. Quem quer passar em concurso, não fica exibindo seu conhecimento em sala de aula para que os outros o admirem, apenas presta atenção na aula, expõe suas dúvidas e corrige seus erros. Mais vale uma atitude em silêncio do que um pensamento não colocado em prática.As meras afirmações sem disciplina são o caminho mais curto para o engano.

Nunca deixe que seus pensamentos substituam suas atitudes. Pensar em estudar o conteúdo jamais substituirá a atitude em se colocar diante de um livro para iniciar a jornada de estudos.

A partir do momento que você aceitar a verdade sobre sua realidade e promover atitudes para mudar o que for preciso, sua vida dará um grande salto rumo à realização pessoal. Isso pode até parecer mágico mas não tem nada disso. As atitudes práticas de transformação requerem disciplina e dedicação. São trabalhosas, demoradas e doloridas, mas produzem uma sensação incalculável de satisfação pessoal.

Assuma hoje o leme do seu barco e navegue pelas águas que realmente deseja. O seu destino quem constrói é você mesmo! Não deixe que ninguém determine o que você será ou onde chegará. Ao assumir a responsabilidade pelo seu futuro, você desenvolverá atitudes poderosíssimas que desencadearão consequências gloriosa se, com certeza, você alcançará uma vida plena e realizada!

Daniel Sena é diretor do AlfaCon São Paulo, professor de direito constitucional e especialista em concursos públicos.

Comentários

Mais Lidas