Estudar em tempos de carnaval

“Muitos concurseiros já trocaram as apostilas pelos bares, chopes e folia - e olha que o carnaval nem começou ainda! Isso me preocupa”

Redação
Publicado em 08/02/2013, às 10h42

Cláudia Jones

Tenho observado que uma grande e assustadora massa de estudantes vem largando o ritmo de estudos para acompanhar os blocos, que já estão nas ruas, como se tal atitude em nada prejudicasse o seu rendimento. Muitos concurseiros já trocaram as apostilas pelos bares, chopes e folia - e olha que o carnaval nem começou ainda! Isso me preocupa.

O problema é muito mais sério do que parece. Vou dar um exemplo. Um dos alunos, do curso onde trabalho, me contou que, durante dias, vem dormindo de madrugada por conta de organização do bloco do qual participa, já que está envolvido com os preparativos finais. Outra aluna está ensaiando madrugada adentro na escola de samba da qual é passista, e tem faltado a várias aulas recentemente. Dormindo lá pelas 3, 4, 5 da manhã ninguém consegue mesmo ter disposição para enfrentar as aulas nos dias seguintes, por volta das 7h. Ou seja: “perde-se tempo” não apenas nas quadras das escolas de samba ou nas ruas, acompanhando blocos e bebendo, mas também depois, já que muitos não conseguem se manter atentos ao que é ensinado em sala de aula – quando comparecem!

Essa rotina vem sendo bastante comum, mais do que poderíamos imaginar...

Alerto meus alunos para que, mais que simples concurseiros, se transformem em pessoas comprometidas com seu país, responsáveis, e, é claro, excelentes servidores públicos em um futuro muito próximo. Daí a minha insistência para que não se percam nas armadilhas que criamos para nós mesmos quando deixamos passar oportunidades. E podem estar cometendo este erro agora. Há uma grande gama de concursos em andamento e outros por abrir, oportunidades estas que não podem nem devem ser desperdiçadas!

Estudar para concursos públicos é um projeto de longo prazo, de vida. Não é pegar qualquer livro, em qualquer tempo, e imaginar que vai passar para qualquer concurso. Seria simples demais. As bancas organizadoras estão cada vez mais seletivas, há cada vez uma procura maior pelo serviço público, o que torna o processo ainda mais exigente. Logo, sem preparação, nem pensar, nenhuma chance!

Aconselho que, durantes esses dias, já que as empresas, em geral, dão folgas aos empregados, aproveitem o momento para tirar dúvidas ou até mesmo acelerar o ritmo de estudo onde há atraso no cronograma de cada um. Falo em cronograma porque é indispensável que se tenha um “esquema” de estudo, uma rotina com disciplinas a serem verificadas. Com isso, sabe-se que, mais adiante, nada ficou sem ser visto.

Sei o quanto pode parecer difícil a concentração em um momento como esse, mas estamos falando do seu futuro e muitos outros carnavais com estabilidade e bons salários que você poderá ter pela frente, caso conquiste a tão sonhada vaga. É um “sofrimento” agora para, mais tarde, usufruir dos benefícios que suas privações de hoje irão lhe proporcionar.

Caso, apesar de todos os esforços, não consiga se manter focado nos estudos enquanto o som dos tamborins ecoa, tudo bem, vamos lá, então. Tão logo ele passe pela sua porta, volte para as apostilas. Elas, sem dúvida, são a sua melhor companhia neste momento. Pense nisso e dedique-se cada vez mais. Quando você estiver empossado verá o quanto todo sacrifício terá valido a pena. Aí, me chame para curtir o próximo carnaval, ok? Bons estudos!

Cláudia Jones é especialista da Academia do Concurso

Comentários

Mais Lidas